sexta-feira, 21 de outubro de 2016

VEZOT HABERACHAH - ESTA É A BÊNÇÃO





VEZOT HABERACHAH - ESTA É A BÊNÇÃO
Deuteronômio: 33: 1 a 34: 12 
Josué: 1: 1 a 18 
Romanos 7: 21 a 25


Deuteronômio 33: 1 - "Esta é a bênção que Moisés, homem de Deus,  deu aos filhos de Israel, antes da sua morte."

Chegamos ao fim da Torah, que na verdade não é um fim, mas, uma base, um fundamento, um porto seguro de onde saímos para viver todo O Bem que O Nosso Deus sonhou para as nossas vidas...

Nesta última Parashá, as bênçãos de Moshe Rabeinu, sobre as tribos de Israel inquestionavelmente lembram do passado, quando YAKOV, O Patriarca, juntou cada um de seus filhos e liberou palavras que foram marcas dos destinos de seus filhos e descendentes. Comparar as palavras de YAKOV, a seus filhos e de MOSHE aos descendentes do Pai Israel, nos ensina que é possível, pelo arrependimento e uma postura segundo o Propósito de Deus produzir uma mudança em nosso destino. Também é impossível pensar nisso sem nos questionar sobre as palavras de bênçãos de NOACH (Noé), sobre seus filhos. As nações todas se separaram quando Deus despediu para destinos diferentes os descendentes de NOACH, dentre os quais estamos todos. Judeus, árabes, europeus, orientais, africanos, nativos das Américas, todos!

De outra forma juntar as palavras de NOACH, YAKOV e de MOSHÊ, palavras que não se confrontam, certamente vemos uma grande indicação de como as nações se comportariam na história humana, já que conforme as palavras de Deus, no cântico HAAZINU, segundo os filhos de Israel, as nações seriam contadas.

Dt. 32: 7 - "Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de gerações em gerações; pergunta a teu pai, e ele te informará, aos teus anciãos, e eles to dirão. Quando O Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando separava os filhos dos homens uns dos outros, fixou os limites dos povos, segundo o número dos filhos de Israel."

Outro importantíssimo ponto a se considerar é que O Eterno abençoou Avraham Avinu, para que ele se tornasse O AVRAHAM - Pai de nações. Esta bênção juntamente com toda a sua herança, O pai Avraham deixou para o seu amado filho YITZHAK. YITZHAK, por sua vez, deu toda as suas bênçãos, inclusive esta, de transformar-se num Pai de Nações, a seu filho YAKOV.

Yakov, teve 12 filhos e uma filha, mas, a nenhum deles, escolheu para que transferisse esta BRACHAH de transformar-se em um PAI DE NAÇÕES. Pois quando Yakov, trocou as mãos, colocando a sua Destra sobre a cabeça do seu neto mais novo, EFRAIM, um hebreu misturado com sangue egípcio, filho de YOSSEF (José) e de Assenat, uma egípcia, o poder de transformar-se num PAI DE NUMEROSAS NAÇÕES, é transferida então para aquele cujos seus descendentes seriam uma figura da Igreja. Efraimitas famosos como YEHOSHUA (Josué), YEROVAM (Jeroboão), são figuras de coisas boas e ruins que aconteceriam nas gerações e nas nações conforme foi a Bênção de YAKOV sobre EFRAIM.
Pois quando o Reino de Israel, dividiu-se, a parte que coube ao Efraimita Jeroboão, ficou conhecido, e várias vezes na Bíblia citado como EFRAIM. Pois, na invasão Assíria, os Efraimitas, as Dez tribos de Israel, foram dispersas e espalhadas, semeadas em todo o Mundo. 

Olhar para as bênçãos de MOSHE, YAKOV e NOACH, para seus filhos e descendentes, vai nos explicar muito sobre as nações, e configurações, e conquistas e domínios que nestas gerações todas são vividas, escritas em livros e contadas nas escolas (sem entendimento), sobre os caminhos e destinos das nações.

Um dos casos marcantes é o de Ruben. O primogênito de YAKOV, filho dele com sua esposa Lea.  Ruben desonra a seu pai, dormindo com uma das concubinas de YAKOV, mãe de alguns de seus irmãos. Ruben por este pecado, perde a condição de Primogenitura.

Da mesma forma vemos a Simeão e Levi, serem condenados por YAKOV, pela desonra que eles trouxeram ao Patriarca, quando mataram todos os homens de SHECHEM (Siquém), invalidando a Aliança feita com os homens daquele povo, por isso, eles semelhantemente perderam a posição de Primogenitura, que lhes caberia na linha sucessória. O quarto filho de Yakov é então: YEHUDA, e esse sim, é abençoado de uma forma extraordinária por YAKOV, adquirindo a condição de ser O Patriarca da Tribo de onde viria O MASHIACH: "O Cetro não se arredará de YEHUDA, até que venha SHILOH" (palavra derivada de SHALIACH - Enviado, Apóstolo - O APÓSTOLO DO PAI, a saber: O MASHIACH YESHUA!).

A posição da Tribo de YEHUDA (Judá), ao redor do MISHKAN (Tabernáculo), era uma posição de honra já que ficavam acampados em frente à única porta de entrada do Santuário construído no deserto, juntamente com as famílias dos sacerdotes. A tribo de Rubem por sua vez, ficava no lado Sul do Mishkan, posição referente na Terra de Israel ao deserto, um lugar terrivelmente seco e sem vida.

A postura dos Rubenitas segundo a ordem de MOSHE, de deixarem suas famílias em sua porção de Terra ao Oriente do Jordão, para que lutassem juntamente com seus irmãos pela conquista de toda a Terra, foi recompensada com a Bênção e a Restituição de Deus dada através da Bênção de Moshe Rabeinu: "Viva Ruben e não morra. E não sejam poucos os seus homens." - Dt. 33:6

Sobre a região destinada aos Rubenitas diz a Palavra: "Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão,..." - Jl. 2: 22

SHEMA ADONAI

Se o texto da Torah mais conhecido e importante é: "SHEMA ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI ECHAD", onde a atenção do povo é despertada para a Verdade que O Nosso Deus é UM. Moshe desta vez chama a atenção do ETERNO, para a Voz de YEHUDA!

"SHEMA ADONAI KOL YEHUDA!" - Ouvi Eterno a Voz de Judah! Pois a Tribo de Judah, a tribo de David Hamelech, o mavioso salmista de Israel, é aquela que nos aponta o caminho para O Coração do Pai. 
Yeshua, quando crucificado, depois de abrir mão de tudo, depois de deixar sua mãe aos cuidados de seu amigo João; depois de deixar a vergonha de lado; as terríveis dores de lado; a traição de lado; o abandono de lado; as zombarias de lado; entregando-se totalmente ao Pai, sem obter respostas, já que pelo pecado de todos os seres humanos Deus dá as costas a YESHUA, no momento em que Ele tomou o nosso lugar, mas, mesmo assim YESHUA diz:

"PAI, A TI ENTREGO O MEU ESPÍRITO!" - SHEMA ADONAI KOL YEHUDA - Ouvi Oh Eterno a Voz de Judah, A Voz do Louvor, a Voz da Verdadeira adoração, foi o que Moshe disse sobre YEHUDA, e que daquele dia passou a ECOAR NA ETERNIDADE!!!!!!

Yeshua uma vez diz à mulher samaritana, que O Pai busca os verdadeiros adoradores, e na Cruz, Ele mostra o que é A VERDADEIRA ADORAÇÃO.

Para cada uma das tribos, a bênção de Moshe Rabeinu, marcou o destino de gerações...

De Levi, sua própria tribo, Moshe diz: "Dá, Oh Deus, o teu URIM (LUZES) e o teu TUMIM (PERFEIÇÕES). Dois artefatos usados pelo COHEN GADOL (Sumo Sacerdote), para trazer revelação de Deus para o povo, e assim fazê-los andar segundo O Conselho do Senhor. Baixo a este mesmo princípio Paulo diz à Igreja de Corinto: 

"Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua Vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual (URIM - LUZES); a fim de viverdes de modo digno do Eterno, para o seu inteiro agrado,  frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno Conhecimento de Deus (TUMIM - PERFEIÇÕES); sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua Glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria,"- (Cl. 1: 9 a 11)

E porque tamanha honra? Porque a quem honra, honra! A tribo de Levi, o mais longevo dos irmãos no Egito, mesmo depois da morte de Yakov, Yossef e os outros, Levi, tornou-se responsável para guardar e cuidadosamente passar para as futuras gerações, tudo o que havia recebido de seus pais desde o Éden. Levi, legou isso a Coate e a todos os seus filhos.  Amram, filho de Coate o fez a MOSHE e a AHARON seus filhos... e quando Moshe sobe para o Monte Sinai para receber as tábuas da Lei e toda a nação se prostitui com o detestável Bezerro de ouro, foram justamente aqueles que conheciam a Palavra e tinham a responsabilidade de legá-la às futuras gerações, que mantiveram-se separados daqueles pecados, e chamados à ordem, tomaram mão da espada e feriram todos aqueles que se prostituíram, não se importando se eram os seus próprios irmãos... Eles honraram a Deus, e então MOSHE pede ao Eterno: 

"Abençoa o seu poder, Oh ETERNO, e aceita a obra das suas mãos (a sua adoração), fere os lombos dos que se levantam contra ele e o aborrecem, para que nunca mais se levantem."- Dt. 33: 11

Se você entende que semelhante à Tribo de Levi, somos todos chamados como um Reino de Sacerdotes ao Nosso Deus, lembre-se então que esta Palavra também é a teu respeito, e que os que se levantarem contra você serão feridos de maneira que nunca mais se levantem.

E da mesma forma com YOSSEF (José), e com cada uma das tribos de Israel... 

Com cada uma das Palavras da Torah, se fossemos querer nos aprofundar, poderíamos escrever muitos livros e bibliotecas, pela profundidade que O Espírito do Deus Eterno pode nos levar a conhecer... Mas, temos que terminar... na verdade, reiniciar... Um novo ciclo de Leitura, um novo ciclo de revelações, novas oportunidades de que a Misericórdia de Deus seja renovada sobre as nossas vidas...

E assim encerramos: "Feliz és tu, Oh Israel! Quem é como tu? Povo salvo pelo ETERNO, escudo que te socorre, espada que te dá alteza. Assim, os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás os seus altos". (Dt. 33: 29)

Moshe enfim subiu ao Pisgat Nebo e de lá viu toda a Terra Prometida... e FIM!


Fim?

Jd. 1: 9 "Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O ETERNO te repreenda!"

Zc.: 4: 12 - "... Que são aqueles dois raminhos de oliveira, que estão junto aos dois tubos de ouro, que vertem de si azeite dourado? Ele me respondeu: Não sabes que é isso? Eu disse: Não, meu senhor. Então, ele me disse: São os dois ungidos, que assistem junto ao Senhor de toda a Terra."

Mc. 9: 2 a 4 - "Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, Tiago e João e levou-os sós, à parte, a um alto monte. Foi Transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandescentes e sobremodo brancas, como nenhum lavandeiro na terra as poderia alvejas. Apareceu-lhes Elias e Moisés, e estavam falando com Jesus.

Ap.: 11: 3 a 6 - "Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da Terra. Se alguém pretende causar-lhes dano, sai fogo da sua boca e devora os inimigos; sim, se alguém pretender causar-lhes dano, certamente deve morrer. Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem."

Ml. 4: 4 a 6 - Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, a qual lhe prescrevi em Horebe para todo o Israel, a saber, estatutos e juízos. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do ETERNO. Ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que Eu não venha e fira a Terra com maldição."


CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS...

Mc.: 1:1 "Princípio do Evangelho de YESHUA HAMASHIACH, FILHO DE DEUS..."



KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

Nenhum comentário:

Postar um comentário