sexta-feira, 28 de outubro de 2016

BERESHIT HABESSORA - NO PRINCÍPIO O EVANGELHO






BERESHIT HABESSORA - NO PRINCÍPIO O EVANGELHO
João 1: 1 a 14 / Marcos: 1:1 e Lucas: 1
Malaquias 4: 1 a 4
Gênesis: 1 e 2 


João 1:1 - "No Princípio era A Palavra, e a A Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus."
Marcos 1:1 - "Princípio do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus."

"Os judeus chamam o Hebraico de "LASHOM KODESH" - A língua santa. Idioma no qual a Torah, os Profetas e os Escritos foram gravados, língua falada pelos Patriarcas, única língua morta (depois do Cativeiro Babilônico), que voltou à vida (Ressuscitou), quando Eliezer Ben Yehuda ensinando a seus filhos o Hebraico bíblico, codificou a língua e sonhou com uma pátria judaica em que a nação falaria a língua dos seus antepassados.

Nos dias de YESHUA em Israel não se falava hebraico. As orações e a Torah eram recitadas e lidas na Língua de Moshe Rabeinu, mas, o que se falava mesmo era o Aramaico, a língua dos babilônios.

No entanto naqueles dias do Império Romano que dominava o mundo, a língua universal (o inglês dos seus dias), era o Grego (Koiné - Grego coloquial falado nas ruas pela população comum).

A vocação do MASHIACH GLORIOSO DE ISRAEL como SALVAÇÃO para todo O Mundo, mediante o desprezo de Israel ao tempo de sua visitação, tanto permitiu, quanto acelerou o processo de que pessoas de todo o mundo, ouvindo e experimentando O Amor de Deus fossem se convertendo e as Boas Novas do Reino de Deus necessariamente tiveram que ser traduzidas e escritas nas línguas das nações, como fazemos hoje em Português, uma das línguas de matizes Latinas.

Marcos, João Marcos, sobrinho de Barnabé, discípulo e escriba de Pedro, provavelmente foi em sua casa que ocorreu O Pêssach em que Yeshua celebrou com seus discípulos, na noite em que foi traído; também o lugar onde ocorreu o Pentecostes, um Aposento Alto em Jerusalém, que tornou-se um local de congregação dos santos nos primeiros tempos da Igreja, perto do que era conhecido como Túmulo de David, que permanece até os nossos dias, perto da Atual Porta de Sião em Jerusalém.

Marcos foi o primeiro a escrever um Evangelho, certamente não com o objetivo de ser uma propaganda do Cristo, mas, para contar aos que estavam entregando-se a Deus atrav/es da Vida e do Sacrifício de Yeshua, pudessem saber através de uma testemunha ocular (no caso O Apóstolo Pedro), sobre a vida, o ministério e a morte e ressurreição de Jesus.

Marcos o primeiro a escrever, o faz em Koiné, e várias vezes explica palavras do aramaico e tenta trazer o conceito sobre determinados ritos de uma forma que seus leitores, não judeus pudessem entender alguns conceitos da Cultura do MASHIACH, implantada em Israel. Marcos não foi discípulo de Jesus, e talvez o tenha conhecido ainda quando era muito jovem, e por não fazer um preâmbulo de seu Evangelho, evidencia que o seu maior Alvo era falar de Jesus, O Mestre é o Foco, O Centro, o Alvo.

João, discípulo de Jesus, foi o último a escrever. O Discípulo Amado, como ele mesmo se declara, sendo muito jovem quando andou com O Mestre, e o mais longevo dos apóstolos, compartilha coisas que não são retratadas em sua maioria nos demais Evangelhos. Um relato minucioso da noite em que Jesus foi traído, consegue narrar de uma forma única e emocionante "A Noite diferente de todas as outras noites" - (como os judeus dizem na noite de PÊSSACH).

Os Evangelhos de Lucas e Mateus, chamados juntamente com o Evangelho de Marcos como Evangelhos Sinópticos, pelo fato descreverem em sua maioria os mesmos fatos, possuem esta característica pois ambos usaram os Escritos de Marcos para através de suas experiências pessoais, pesquisas e entrevistas acrescentarem características próprias, como os Ensinos de Jesus coisa que não são citadas no primeiro dos Evangelhos.

Mateus, como João foi discípulo do Mestre e o único a escrever em Hebraico, com o claro objetivo de alcançar seu povo, Israel, sendo muito comum achar em seus escritos palavras que apontam para o cumprimento de profecias, com o claro objetivo de mostrar e revelar para os Judeus, ser verdadeiramente Yeshua, o filho de David, herdeiro legal do Trono de Israel.

Por fim Lucas, como já anuncia no início de seu Evangelho fez profunda pesquisa e certamente entrevistou pessoas como Maria, mãe de Jesus, visto ter sido Lucas, um gentio, (O Único não judeu a escrever texto da Bíblia), que cita fatos da infância de Jesus e fatos que ocorreram antes mesmo dele nascer. Lucas, que era de Antioquia, local onde Paulo iniciou o seu ministério, passou a ser um discípulo e escriba do Apóstolo dos não judeus, e provavelmente no tempo em que Paulo ficou preso em Cesaréia Marítima, Lucas que o servia usou tal período para suas pesquisas, bem como para ter conhecimento do Evangelho de Marcos, que foi base fundamental para o seu Evangelho.

PORQUE 4 EVANGELHOS?

A Bíblia possui várias figuras que apontam para 4 maneiras de ver Yeshua e o seu Chamado. As quatro faces dos "Seres Viventes" - Leão, Novilho, Homem e Águia; bem como as 4 cores com as quais O MISHKAN (O Tabernáculo), foi feito - O Púrpura, Carmesim, Linho Fino (Branco) e Azul; e também as quatro colunas que sustentavam a Porta chamada HADERECH (O caminho), que dava acesso para o Tabernáculo e seus locais mais secretos. Os Quatro Evangelhos se complementam entre si, embora sejam escritos para povos distintos, falam de um só a saber: O MASHIACH GLORIOSO DE ISRAEL  e a SALVAÇÃO PARA OS NÃO JUDEUS.

PREPARANDO O CAMINHO

No Princípio de todas as coisas, vemos A Gloriosa Presença do MASHIACH, pois sem Ele, nada do que foi feito se fez. Deus criou o homem à Sua Imagem e conforme a Sua Semelhança e o colocou no Jardim que O Eterno plantou no Éden. Sabemos infelizmente que o homem pecou, cedendo à tentação de Satanás e por isso A Terra foi amaldiçoada, a Mulher passou a ter dores para conceber e o ser humano ao nascer passou a caminhar para a Morte, e também para a Morte Eterna, por conta da Rebeldia contra Deus.

Jesus, chamado de Ben Adam (filho do Homem), é chamado também na Bíblia de "O Segundo Adão", visto que foi concebido pelo Espírito de Deus, para agir de forma diferente do primeiro que entregou-se ao Pecado. Yeshua totalmente dependente de Deus, entregou-se à Obediência.

O espaço preparado para Jesus, não foi lindo como para Adão. O Mestre nasceu numa Judéia dominada pelo Império Romano, um mundo cheio de pecados e maldade, porém, um Caminho lhe foi aberto. Este Caminho é O Caminho do Arrependimento, ou O Chamado ao Arrependimento, A Voz dos Profetas, como fora ELIAHU HANAVI, que confrontou O Rei de Israel e toda A Nação de Israel para que voltassem a Deus.

Agora estava sendo preparado através da Casa Sacerdotal, um dos Ben-Tzadok, Ben-Pinchas, Ben-Eleazar, Ben-Aharon: YOHANAM BEN-ZECHARIAHU (João, filho de Zacarias). 

Zacarias, cumprindo todos os atos religiosos que aprendeu de seus pais, na tradição de seu povo e em sua casa, servia a Deus, já avançado em dias, sem quaisquer outras expectativas para ele ou para seu povo, que não fossem frutos da esperança religiosa que nutre a maioria das pessoas, com falta de certeza sobre o cumprimento das Promessas de Deus, tornando-os flácidos nos ritos que praticam, fazendo por fazer, fazendo por turnos ou por estar em escalas. Fazendo por que é a única coisa que se sabe fazer.

No Tempo Determinado pelo Eterno, Zacarias foi visitado pelo Arcanjo Gabriel, o mesmo que 6 meses depois visitaria a Maria (Miriam), mãe de Yeshua.

Sim, a diferença ente a Concepção de João Batista e de Jesus e o nascimento de ambos dista cerca de 06 (seis) meses. Havia séculos desde a última vez que Deus havia falado com seu povo através de Profetas. A tradição contava todas as minúcias históricas, mas, a Prática da Manifestação de Deus no meio de seu povo, pegou a todos de surpresa. 

Quando Zacarias saiu mudo do Lugar Santo aonde fora servir ao Nosso Deus, como Sumo Sacerdote, levou todos a entenderem que ele tinha tido uma experiência sobrenatural. Algum tempo depois, todos devem ter se alegrado com a notícia da gravidez tardia de Isabel sua esposa. Mas, no meio disso tudo, O Arcanjo Gabriel, visita também uma das Virgens de Israel, da Casa de David, chamada Miriam. As palavras de Gabriel para Zacarias e para Maria (Miriam), foram profundamente reveladoras, porque apontavam para o cumprimento de Profecias Antigas, e muito mais do que isso, a Primeira Profecia estava por se cumprir. Profecia que dizia que da semente da mulher viria Aquele a esmagar a cabeça da serpente. "Este lhe ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar", disse Deus a Satanás. 

Da mesma forma que Miriam teve dúvidas de como se dariam tais coisas, é muito comum ao olhar para nossas próprias vidas, nos perguntarmos, como é que Deus vai por isso em ordem? Como poderíamos sair debaixo de tais problemas, sendo que há gerações aparentemente nada muda em nossa vida?

De repente todas as coisas começaram a tomar forma. Todas as profecias pareciam alinhar-se, chegando a hora do Cumprimento da Vontade e dos propósitos de Deus as pessoas vão se movendo, reinos se levantam, outros caem, famílias se mudam, nascem pessoas, outras morrem, outros vivem experiências dramáticas outros simplesmente somem, mas, tudo vai tomando forma, para que O Rei da Glória cumpra O Seu Plano Eterno.

O Arcanjo Gabriel diz para Zacarias, que uma profecia antiga, sobre aquele que prepararia O Caminho para O Senhor, se cumpriria em seu filho, gerado em sua velhice. Assim como Isaque; assim como Jacó; assim como José; assim como Samuel; assim como Sansão parece que alguns ventres são guardados, preservados até o momento do propósito de Deus. A esterilidade é rompida pela Eternidade que nestes casos todos, inclusive de João, o que não estava funcionando passou a funcionar, o que parecia impossível, passou a ser possível porque chegara o Tempo. O Tempo do Deus Vivo!

Agora, uma virgem conceber? 

Is. 7:14 - Portanto, O Eterno mesmo vos dará um sinal: "Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel."

Lucas, um médico, alguém de certa cultura, descreve detalhes que jamais saberíamos, se ele não fosse à procura de evidências, de informações, de testemunhos.

O Evangelho de Marcos que inicia afirmando Yeshua Ben-Adam, (filho do homem), era Ben-HaElohim (Filho de Deus), é  melhor explicado por Lucas que revela ao Mundo o que Grabriel falara àquela filha de Jerusalém, uma das virgens de Israel.

Miriam constrangida, sendo noiva, nunca tento até então contato com homem algum, uma virgem, questiona ao anjo Grabriel: "Como será isso?"

A resposta até hoje quando chega até nós, nos constrange: Lucas: 1: 35 - "Descerá sobre ti O Espírito Santo, e O Poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente que há de nascer será chamado FILHO DE DEUS".

Como na Criação, quando havia trevas sobre a Face do Abismo: Como mudar esta situação? Não há nada natural que possa resolver esta situação... Mas, O Espírito de Deus pairava sobre a Face do Abismo.

O Espírito do Deus Vivo não está longe, está ao alcance do nosso clamor. "O Espírito descerá sobre você, O Poder do Altíssimo te envolverá com a Sua sombra." O que é impossível para nós, está presente e é Real na dimensão do Reino de Deus... Por isso clamamos: "VENHA O TEU REINO E SEJA FEITA A TUA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NOS CÉUS!"

Lucas deixa claro como viria, ou ainda, como foi gerado O FILHO DE DEUS. YESHUA, não é um TSADIK, apenas como dizem muitos religiosos; ele não foi apenas um Rabino importante que ensinou aos goim (aos gentios), a TORAH, coisa que consideram certa; ele não é apenas um profeta como o consideram os mulçumanos, Os Evangelhos apontam a Verdade que YESHUA BEN-ELOHIM. Yeshua é O Filho do Deus Vivo. Ele veio para resolver o problema impossível para os homens que é o fato de estarmos todos presos e condenados pelo Pecado, sendo que as Leis que O Eterno deu aos homens, através da Torah, não nos justifica, pois nenhum homem, nunca os conseguiu cumprir, e por isso somos condenados como diz à Torah: "MOT TAMUT"- MORRENDO MORREREIS. Não havendo Salvação para os homens no cumprimento das Leis de Deus, O Eterno nos enviou YESHUA, para que gerado pelo RUACH HAKODESH (Espírito Santo), vivesse em Absoluta e total dependência e obediência ao Pai, em Amor, e através de sua Vida, pudesse nos livrar da Nossa Morte.

Era impossível para Ana; era impossível para Isabel; também era impossível para Maria, mas, Deus tinha propósitos diferentes para cada um deles e para cada um de nós. O que Deus realizou em Miriam (Maria), foi também sobrenatural, mas, não foi semelhante a nada que já havíamos falado ou pensado... O próprio FILHO DE DEUS foi gerado,YESHUA HAMASHIACH.

As Boas novas, não são ficção; não são apenas uma linda estória; não são uma filosofia de vida; não são um caminho de auto compreensão humana; O Evangelho do Reino de Deus anuncia aos homens, que O Próprio Deus, Criador dos Céus e da Terra, tomou a iniciativa de nos propor um Caminho de Salvação para este Mundo que já está em Colapso.... Não há mais nada que possa ser feito.... Deus está nos dando uma nova oportunidade hoje! Pode ser a última!

Quando a Promessa de Deus no ventre de Isabel, se encontra com A PALAVRA de Deus no ventre de Maria, o bebê de Isabel é cheio do Espírito Santo e se contrai dentro do ventre; Isabel fica cheia do Espírito Santo e profetiza; Maria é tomada pelo Espírito Santo e profetiza... TUDO EXALTA AO NOSSO PAI!

Há uma Promessa de Deus no teu coração; Há uma obra maravilhosa que foi feita antes da fundação do Mundo para  você. Há um propósito que já havia se estabelecido, e muitas coisas cooperaram para que neste momento você fosse gerado para Deus...

O que era morte, virou festa; o que era desilusão virou testemunho; o que era comum e desapercebido agora é notório... Quando Deus quer cumprir O Seu Plano em nossa vida, tudo muda e toma o seu devido lugar...

Se o teu coração está queimando ao ler sobre Jesus, ao saber que obra gloriosa Deus tem para realizar em seus dias, e decidiu te incluir nisso... Pule, cante, grite, fale, conte... Na Verdade este fogo em teu coração mostra que O Propósito de Deus em você acaba de se encontrar com a Razão do nosso Viver.. Jesus!

Que diferença do Éden... Lá era só tristeza, culpa, morte, frustração... Agora em Jesus, só há louvor, esperança, milagres, alegria... Pois, O Deus Vivo decidiu fazer em nós a Sua Vontade!

Seja simples e humilde como Miriam... Talvez ante o ÍMPOSSÍVEL que parece ser o que Deus tem para você e para realizar em sua vida, alegre-se em saber, que isso vai acontecer, porque O ESPÍRITO SANTO, virá sobre você e vai realizar tais coisas... faça como Miriam, diga: "Então tá bem Senhor! Precisa apenas que eu creia? Então: - "Eu creio!" - "Faça em mim, conforme O Teu propósito!"... E então cante!

Lucas: 1: 46 a 55 - "A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque contemplou na humildade da tua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão uma bem-aventurada, porque O Poderoso me fez grandes coisas. Santo é O Seu Nome. A Misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem. Agiu com o seu braço valorosamente: dispersou os que, no coração, alimentavam pensamentos soberbos. Derribou do seu trono os poderosos, e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos e despediu vazios os ricos. Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se da Sua Misericórdia a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometera aos nossos pais."


KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)

LEIA TAMBÉM O COMENTÁRIO DA PARASHA HASHAVUA (A Porção da semana): BERESHIT (Clique aqui)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

VEZOT HABERACHAH - ESTA É A BÊNÇÃO





VEZOT HABERACHAH - ESTA É A BÊNÇÃO
Deuteronômio: 33: 1 a 34: 12 
Josué: 1: 1 a 18 
Romanos 7: 21 a 25


Deuteronômio 33: 1 - "Esta é a bênção que Moisés, homem de Deus,  deu aos filhos de Israel, antes da sua morte."

Chegamos ao fim da Torah, que na verdade não é um fim, mas, uma base, um fundamento, um porto seguro de onde saímos para viver todo O Bem que O Nosso Deus sonhou para as nossas vidas...

Nesta última Parashá, as bênçãos de Moshe Rabeinu, sobre as tribos de Israel inquestionavelmente lembram do passado, quando YAKOV, O Patriarca, juntou cada um de seus filhos e liberou palavras que foram marcas dos destinos de seus filhos e descendentes. Comparar as palavras de YAKOV, a seus filhos e de MOSHE aos descendentes do Pai Israel, nos ensina que é possível, pelo arrependimento e uma postura segundo o Propósito de Deus produzir uma mudança em nosso destino. Também é impossível pensar nisso sem nos questionar sobre as palavras de bênçãos de NOACH (Noé), sobre seus filhos. As nações todas se separaram quando Deus despediu para destinos diferentes os descendentes de NOACH, dentre os quais estamos todos. Judeus, árabes, europeus, orientais, africanos, nativos das Américas, todos!

De outra forma juntar as palavras de NOACH, YAKOV e de MOSHÊ, palavras que não se confrontam, certamente vemos uma grande indicação de como as nações se comportariam na história humana, já que conforme as palavras de Deus, no cântico HAAZINU, segundo os filhos de Israel, as nações seriam contadas.

Dt. 32: 7 - "Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de gerações em gerações; pergunta a teu pai, e ele te informará, aos teus anciãos, e eles to dirão. Quando O Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando separava os filhos dos homens uns dos outros, fixou os limites dos povos, segundo o número dos filhos de Israel."

Outro importantíssimo ponto a se considerar é que O Eterno abençoou Avraham Avinu, para que ele se tornasse O AVRAHAM - Pai de nações. Esta bênção juntamente com toda a sua herança, O pai Avraham deixou para o seu amado filho YITZHAK. YITZHAK, por sua vez, deu toda as suas bênçãos, inclusive esta, de transformar-se num Pai de Nações, a seu filho YAKOV.

Yakov, teve 12 filhos e uma filha, mas, a nenhum deles, escolheu para que transferisse esta BRACHAH de transformar-se em um PAI DE NAÇÕES. Pois quando Yakov, trocou as mãos, colocando a sua Destra sobre a cabeça do seu neto mais novo, EFRAIM, um hebreu misturado com sangue egípcio, filho de YOSSEF (José) e de Assenat, uma egípcia, o poder de transformar-se num PAI DE NUMEROSAS NAÇÕES, é transferida então para aquele cujos seus descendentes seriam uma figura da Igreja. Efraimitas famosos como YEHOSHUA (Josué), YEROVAM (Jeroboão), são figuras de coisas boas e ruins que aconteceriam nas gerações e nas nações conforme foi a Bênção de YAKOV sobre EFRAIM.
Pois quando o Reino de Israel, dividiu-se, a parte que coube ao Efraimita Jeroboão, ficou conhecido, e várias vezes na Bíblia citado como EFRAIM. Pois, na invasão Assíria, os Efraimitas, as Dez tribos de Israel, foram dispersas e espalhadas, semeadas em todo o Mundo. 

Olhar para as bênçãos de MOSHE, YAKOV e NOACH, para seus filhos e descendentes, vai nos explicar muito sobre as nações, e configurações, e conquistas e domínios que nestas gerações todas são vividas, escritas em livros e contadas nas escolas (sem entendimento), sobre os caminhos e destinos das nações.

Um dos casos marcantes é o de Ruben. O primogênito de YAKOV, filho dele com sua esposa Lea.  Ruben desonra a seu pai, dormindo com uma das concubinas de YAKOV, mãe de alguns de seus irmãos. Ruben por este pecado, perde a condição de Primogenitura.

Da mesma forma vemos a Simeão e Levi, serem condenados por YAKOV, pela desonra que eles trouxeram ao Patriarca, quando mataram todos os homens de SHECHEM (Siquém), invalidando a Aliança feita com os homens daquele povo, por isso, eles semelhantemente perderam a posição de Primogenitura, que lhes caberia na linha sucessória. O quarto filho de Yakov é então: YEHUDA, e esse sim, é abençoado de uma forma extraordinária por YAKOV, adquirindo a condição de ser O Patriarca da Tribo de onde viria O MASHIACH: "O Cetro não se arredará de YEHUDA, até que venha SHILOH" (palavra derivada de SHALIACH - Enviado, Apóstolo - O APÓSTOLO DO PAI, a saber: O MASHIACH YESHUA!).

A posição da Tribo de YEHUDA (Judá), ao redor do MISHKAN (Tabernáculo), era uma posição de honra já que ficavam acampados em frente à única porta de entrada do Santuário construído no deserto, juntamente com as famílias dos sacerdotes. A tribo de Rubem por sua vez, ficava no lado Sul do Mishkan, posição referente na Terra de Israel ao deserto, um lugar terrivelmente seco e sem vida.

A postura dos Rubenitas segundo a ordem de MOSHE, de deixarem suas famílias em sua porção de Terra ao Oriente do Jordão, para que lutassem juntamente com seus irmãos pela conquista de toda a Terra, foi recompensada com a Bênção e a Restituição de Deus dada através da Bênção de Moshe Rabeinu: "Viva Ruben e não morra. E não sejam poucos os seus homens." - Dt. 33:6

Sobre a região destinada aos Rubenitas diz a Palavra: "Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão,..." - Jl. 2: 22

SHEMA ADONAI

Se o texto da Torah mais conhecido e importante é: "SHEMA ISRAEL ADONAI ELOHEINU ADONAI ECHAD", onde a atenção do povo é despertada para a Verdade que O Nosso Deus é UM. Moshe desta vez chama a atenção do ETERNO, para a Voz de YEHUDA!

"SHEMA ADONAI KOL YEHUDA!" - Ouvi Eterno a Voz de Judah! Pois a Tribo de Judah, a tribo de David Hamelech, o mavioso salmista de Israel, é aquela que nos aponta o caminho para O Coração do Pai. 
Yeshua, quando crucificado, depois de abrir mão de tudo, depois de deixar sua mãe aos cuidados de seu amigo João; depois de deixar a vergonha de lado; as terríveis dores de lado; a traição de lado; o abandono de lado; as zombarias de lado; entregando-se totalmente ao Pai, sem obter respostas, já que pelo pecado de todos os seres humanos Deus dá as costas a YESHUA, no momento em que Ele tomou o nosso lugar, mas, mesmo assim YESHUA diz:

"PAI, A TI ENTREGO O MEU ESPÍRITO!" - SHEMA ADONAI KOL YEHUDA - Ouvi Oh Eterno a Voz de Judah, A Voz do Louvor, a Voz da Verdadeira adoração, foi o que Moshe disse sobre YEHUDA, e que daquele dia passou a ECOAR NA ETERNIDADE!!!!!!

Yeshua uma vez diz à mulher samaritana, que O Pai busca os verdadeiros adoradores, e na Cruz, Ele mostra o que é A VERDADEIRA ADORAÇÃO.

Para cada uma das tribos, a bênção de Moshe Rabeinu, marcou o destino de gerações...

De Levi, sua própria tribo, Moshe diz: "Dá, Oh Deus, o teu URIM (LUZES) e o teu TUMIM (PERFEIÇÕES). Dois artefatos usados pelo COHEN GADOL (Sumo Sacerdote), para trazer revelação de Deus para o povo, e assim fazê-los andar segundo O Conselho do Senhor. Baixo a este mesmo princípio Paulo diz à Igreja de Corinto: 

"Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua Vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual (URIM - LUZES); a fim de viverdes de modo digno do Eterno, para o seu inteiro agrado,  frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno Conhecimento de Deus (TUMIM - PERFEIÇÕES); sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua Glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria,"- (Cl. 1: 9 a 11)

E porque tamanha honra? Porque a quem honra, honra! A tribo de Levi, o mais longevo dos irmãos no Egito, mesmo depois da morte de Yakov, Yossef e os outros, Levi, tornou-se responsável para guardar e cuidadosamente passar para as futuras gerações, tudo o que havia recebido de seus pais desde o Éden. Levi, legou isso a Coate e a todos os seus filhos.  Amram, filho de Coate o fez a MOSHE e a AHARON seus filhos... e quando Moshe sobe para o Monte Sinai para receber as tábuas da Lei e toda a nação se prostitui com o detestável Bezerro de ouro, foram justamente aqueles que conheciam a Palavra e tinham a responsabilidade de legá-la às futuras gerações, que mantiveram-se separados daqueles pecados, e chamados à ordem, tomaram mão da espada e feriram todos aqueles que se prostituíram, não se importando se eram os seus próprios irmãos... Eles honraram a Deus, e então MOSHE pede ao Eterno: 

"Abençoa o seu poder, Oh ETERNO, e aceita a obra das suas mãos (a sua adoração), fere os lombos dos que se levantam contra ele e o aborrecem, para que nunca mais se levantem."- Dt. 33: 11

Se você entende que semelhante à Tribo de Levi, somos todos chamados como um Reino de Sacerdotes ao Nosso Deus, lembre-se então que esta Palavra também é a teu respeito, e que os que se levantarem contra você serão feridos de maneira que nunca mais se levantem.

E da mesma forma com YOSSEF (José), e com cada uma das tribos de Israel... 

Com cada uma das Palavras da Torah, se fossemos querer nos aprofundar, poderíamos escrever muitos livros e bibliotecas, pela profundidade que O Espírito do Deus Eterno pode nos levar a conhecer... Mas, temos que terminar... na verdade, reiniciar... Um novo ciclo de Leitura, um novo ciclo de revelações, novas oportunidades de que a Misericórdia de Deus seja renovada sobre as nossas vidas...

E assim encerramos: "Feliz és tu, Oh Israel! Quem é como tu? Povo salvo pelo ETERNO, escudo que te socorre, espada que te dá alteza. Assim, os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás os seus altos". (Dt. 33: 29)

Moshe enfim subiu ao Pisgat Nebo e de lá viu toda a Terra Prometida... e FIM!


Fim?

Jd. 1: 9 "Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O ETERNO te repreenda!"

Zc.: 4: 12 - "... Que são aqueles dois raminhos de oliveira, que estão junto aos dois tubos de ouro, que vertem de si azeite dourado? Ele me respondeu: Não sabes que é isso? Eu disse: Não, meu senhor. Então, ele me disse: São os dois ungidos, que assistem junto ao Senhor de toda a Terra."

Mc. 9: 2 a 4 - "Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, Tiago e João e levou-os sós, à parte, a um alto monte. Foi Transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandescentes e sobremodo brancas, como nenhum lavandeiro na terra as poderia alvejas. Apareceu-lhes Elias e Moisés, e estavam falando com Jesus.

Ap.: 11: 3 a 6 - "Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da Terra. Se alguém pretende causar-lhes dano, sai fogo da sua boca e devora os inimigos; sim, se alguém pretender causar-lhes dano, certamente deve morrer. Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem."

Ml. 4: 4 a 6 - Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, a qual lhe prescrevi em Horebe para todo o Israel, a saber, estatutos e juízos. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do ETERNO. Ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que Eu não venha e fira a Terra com maldição."


CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS...

Mc.: 1:1 "Princípio do Evangelho de YESHUA HAMASHIACH, FILHO DE DEUS..."



KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

HAAZINU - OUÇAM




HAAZINU - OUÇAM
Deuteronômio: 32: 1 a 52 
II Samuel 22: 1 a 51
Romanos 10: 24 a 11: 12 


Deuteronômio 32: 1 - "Ouçam Céus e falarei; dê ouvidos Terra às palavras da minha boca"

Na semana do Yom Kipur, a Parashá Haazinu, nos lembra que um dia O Nosso Deus disse a Moisés, escreve este cântico e ensina aos filhos de Israel, para que eles por suas gerações lembrem-se de minhas Palavras.

Dois cânticos de Moisés se destacam entre até Salmos que ele compôs, O Cântico de Moisés, que será entoado nos Céus, juntamente com O Cântico do Cordeiro, e este cântico, para o qual O Nosso Deus chama O MUNDO ESPIRITUAL, chama OS CÉUS, para que ouça, juntamente com O MUNDO NATURAL, A Terra, as Palavras que O Nosso Deus iria proferir.

O Deus Único e Verdadeiro, que anuncia O Fim desde O Início. Não ouso eu aqui, tecer qualquer comentário, que não seja LER e OUVIR O ETERNO NOSSO DEUS, que por Amor do Seu povo e por Zelo por Sua Palavra nos chama a atenção, nos desperta do sono da morte, para a vida, que está em Ouví-lo para que possamos temê-lo e obedecê-lo.

Dt. 32: 1 a 43 - "Ouçam  Céus e falarei; dê ouvidos Terra às palavras da minha boca. Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a relva e como gotas de água sobre a erva. Porque proclamarei o nome do SENHOR. Engrandecei o nosso Deus. Eis a Rocha! Suas obras são perfeitas, porque todos os seus caminhos são juízo; Deus é fidelidade, e não há nele injustiça; é justo e reto. Procederam corruptamente contra ele, já não são seus filhos, e sim suas manchas; é geração perversa e deformada. É assim que recompensas ao SENHOR, povo louco e ignorante? Não é ele teu pai, que te adquiriu, te fez e te estabeleceu? Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de gerações e gerações; pergunta a teu pai, e ele te informará, aos teus anciãos, e eles to dirão. Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando separava os filhos dos homens uns dos outros, fixou os limites dos povos, segundo o número dos filhos de Israel. Porque a porção do SENHOR é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança. Achou-o numa terra deserta e num ermo solitário povoado de uivos; rodeou-o e cuidou dele, guardou-o como a menina dos olhos. Como a águia desperta a sua ninhada e voeja sobre os seus filhotes, estende as asas e, tomando-os, os leva sobre elas, assim, só o SENHOR o guiou, e não havia com ele deus estranho. Ele o fez cavalgar sobre os altos da terra, comer as messes do campo, chupar mel da rocha e azeite da dura pederneira, coalhada de vacas e leite de ovelhas, com a gordura dos cordeiros, dos carneiros que pastam em Basã e dos bodes, com o mais escolhido trigo; e bebeste o sangue das uvas, o mosto. Mas, engordando-se o meu amado, deu coices; engordou-se, engrossou-se, ficou nédio e abandonou a Deus, que o fez, desprezou a Rocha da sua salvação. Com deuses estranhos o provocaram a zelos, com abominações o irritaram. Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; a deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, dos quais não se estremeceram seus pais. Olvidaste a Rocha que te gerou; e te esqueceste do Deus que te deu o ser. Viu isto o SENHOR e os desprezou, por causa da provocação de seus filhos e suas filhas; e disse: Esconderei deles o rosto, verei qual será o seu fim; porque são raça de perversidade, filhos em quem não há lealdade. A zelos me provocaram com aquilo que não é Deus; com seus ídolos me provocaram à ira; portanto, eu os provocarei a zelos com aquele que não é povo; com louca nação os despertarei à ira. Porque um fogo se acendeu no meu furor e arderá até ao mais profundo do inferno, consumirá a terra e suas messes e abrasará os fundamentos dos montes. Amontoarei males sobre eles; as minhas setas esgotarei contra eles. Consumidos serão pela fome, devorados pela febre e peste violenta; e contra eles enviarei dentes de feras e ardente peçonha de serpentes do pó. Fora devastará a espada, em casa, o pavor, tanto ao jovem como à virgem, tanto à criança de peito como ao homem encanecido. Eu teria dito: Por todos os cantos os espalharei e farei cessar a sua memória dentre os homens, se eu não tivesse receado a provocação do inimigo, para que os seus adversários não se iludam, para que não digam: A nossa mão tem prevalecido, e não foi o SENHOR quem fez tudo isto. Porque o meu povo é gente falta de conselhos, e neles não há entendimento. Tomara fossem eles sábios! Então, entenderiam isto e atentariam para o seu fim. Como poderia um só perseguir mil, e dois fazerem fugir dez mil, se a sua Rocha lhos não vendera, e o SENHOR lhos não entregara? Porque a rocha deles não é como a nossa Rocha; e os próprios inimigos o atestam. Porque a sua vinha é da vinha de Sodoma e dos campos de Gomorra; as suas uvas são uvas de veneno, seus cachos, amargos; o seu vinho é ardente veneno de répteis e peçonha terrível de víboras. Não está isto guardado comigo, selado nos meus tesouros? A mim me pertence a vingança, a retribuição, a seu tempo, quando resvalar o seu pé; porque o dia da sua calamidade está próximo, e o seu destino se apressa em chegar. Porque o SENHOR fará justiça ao seu povo e se compadecerá dos seus servos, quando vir que o seu poder se foi, e já não há nem escravo nem livre. Então, dirá: Onde estão os seus deuses? E a rocha em quem confiavam? Deuses que comiam a gordura de seus sacrifícios e bebiam o vinho de suas libações? Levantem-se eles e vos ajudem, para que haja esconderijo para vós outros! Vede, agora, que Eu Sou, Eu somente, e mais nenhum deus além de mim; eu mato e eu faço viver; eu firo e eu saro; e não há quem possa livrar alguém da minha mão. Levanto a mão aos céus e afirmo por minha vida eterna: se eu afiar a minha espada reluzente, e a minha mão exercitar o juízo, tomarei vingança contra os meus adversários e retribuirei aos que me odeiam. Embriagarei as minhas setas de sangue (a minha espada comerá carne), do sangue dos mortos e dos prisioneiros, das cabeças cabeludas do inimigo. Louvai, ó nações, o seu povo, porque o SENHOR vingará o sangue dos seus servos, tomará vingança dos seus adversários e fará expiação pela terra do seu povo."

Deus amou o seu povo, como um Pai os gerou para serem a expressão do Seu Amor e Justiça na Terra, O Senhor exalta O Seu Nome através das Obras das Suas Mãos, porém o seu povo o deixou, indo atrás de falsos deuses, a ponto do Eterno não lhe chamar-lhes de filhos, mas, de MANCHAS...

Quando em Pêssach, vamos pronunciar os 10 juízos de Deus, contra os Egípcios, levamos todos os que celebram O Seder de Pêssach, a desviar os olhos, enquanto o Anfitrião do seu copo despeja Dez porções de vinho, citando os juízos de Deus. Porque fazemos isso? Porque jamais devemos nos alegrar quando Deus trata com os seus filhos. Deus é O Criador, Ele É O PAI EXALTADO, ELE É O PAI DE NAÇÕES, e O Juízos de Deus são em muitas situações a forma Dele dizer ao seus filhos amados: "Vocês não me ouviram; não deram conta da minha repreensão, que no Juízo se apercebam que é hora de arrependerem-se de coração. Deus não odiava os egípcios! Muitos egípcios saíram do Egito junto com o povo de Israel. 

Quando Deus trata com o povo judeu, perceba: É COISA DE PAI E FILHO!!!! NÃO SE META!!!! Um pai ralhar com seu filho porque foi irresponsável e rebelde, a ponto de até disciplinar-lhe com a vara, não quer dizer que não O AMA! PELO CONTRÁRIO... Está agindo para que o filho seja no futuro irrepreensível, e O Amor é mostrado com a Vara.

Agora, vá falar mal do filho para o Pai? Vá tentar se juntar à disciplina, por ódio do filho, achando que é uma boa hora de vingar-se e consumar o seu ciúme e o seu despeito? Tente destruir "A Menina dos Olhos" de Deus? Tente amaldiçoar a quem Deus amou desde a concepção? Tente exterminar a quem O Eterno disse que será salvo?

As nações tem se levantado contra Israel, contra a legalidade, contra a história, contra a justiça, contra o lógico e contra o óbvio... As nações e seus príncipes tem se levantado contra Deus e contra O Seu Ungido. Contra Deus e contra o seu povo...

Há porém dentro das nações, uma nação, uma nação sacada de todos os povos, raças, tribos, línguas e nações... Deus semeou A Sua Palavra e enquanto em muitos lugares esta caiu à beira do Caminho e foi tragada por corvos, em outros lugares caiu entre espinhos e foi sufocada, ou no meio de pedras, e não teve profundidade para crescer... A Palavra do Eterno, também encontrou muito boa Terra preparada entre as nações, e O próprio Deus levantou um povo, uma Nação peculiar, que foi juntada À Sua herança Israel. Este povo, que não era povo, foi alcançado por Misericórdia, e não ousou levantar-se contra O Filho Amado Israel, pelo contrário, percebe que o Filho Natural, sendo tão amado, não impede que o filho Adotivo também o seja... Pois O Amor, que é O próprio Deus, é ETERNO, INFINITO... O Todo Poderoso, não rejeitou O Seu Povo Israel. Não precisava lhe tirar Amor, para dar àqueles que das nações, viessem crer, como fez O Pai Abraão, que se tornou também, nosso pai, o Pai da Fé, visto, que não por seu sangue, mas, na semelhança da Sua Fé, também fomos aproximados e amados pelo PAI DE TODOS, QUE É EXALTADO SOBRE TODOS, BARUCH HU! BARUCH SHEMO! (Bendito seja Ele, Bendito seja O Seu Nome).

As nações levantam-se contra Israel, e contra o povo Judeu, mas, a Igreja, está unida por Amor, como um só povo, como uma só Vara nas Mãos do Deus Todo Poderoso... A Vara de Israel, que foi disperso entre as nações, e que como uma Semeadura feita, gerou MILHÕES e MILHÕES e ainda gerará mais, a Vara de Efraim, pelo MASHIACH GLORIOSO DE ISRAEL, foi juntada à Vara de Judah, e tornou-se uma só na MÃO DO DEUS VIVO!

DEUS JULGARÁ AS NAÇÕES... A Igreja tem o seu destino junto com Israel.

OUÇAM!

VOLTEMOS PARA DEUS... Que como o orvalho, como chuvisco e como chuva, os Conselhos do Eterno, molhem, encharquem toda a nossa mente e consciência, e que nos arrependamos dos maus caminhos, por onde nos desviamos. Que Israel, encontre-se com O Nosso Pai, que O Deus que os trouxe de volta à Sua Terra. À SUA TERRA, não lhes apenas os faça habitar seguros ali, como lhes prometeu, mas, que destrua e submeta a Israel todos os que contra ele se levantarem, por Amor do Seu Glorioso Nome, e que Israel, volte totalmente, que vejam a Quem traspassaram, que chorem como quem chora pelo seu primogênito, que O Espírito de Graça e de Súplica, venha sobre toda a Casa de Israel, se sobre a Casa de David e sobre todos os que são chamados pelo Seu Nome... Pois, todo ISRAEL SERÁ SALVO!!!!!!

Amados irmãos não judeus, nós que fomos enxertados na Oliveira Verdadeira, não consideremos de nós mesmos, mais do que nos convém. Fomos tão amados, a ponto de sermos enxertados, e por isso, que O Temor do Nosso Pai, nos conserve humildes, dependentes, submissos ao Seu Amor e à Sua Palavra... Que OUÇAMOS O CÂNTICO, que Deus mandou os judeus cantarem, (para que pudessem tê-lo no coração), e para que pudessem ensinar para as futuras gerações. Aprendamos este cântico, cantemos para nós mesmos e que O TEMOR DO SENHOR VENHA SOBRE NÓS, e que ensinemos O Temor aos nossos filhos e aos filhos de nossos filhos porque: 


YIRAT (יהוה) ADONAI MIKOR CHAIM!
O TEMOR DO ETERNO É FONTE DE VIDA





(Esta foto foi tirada no meio da Guerra de Gaza no ano de 2014, quando 12 mil pessoas se juntaram para orar por Israel, no primeiro dia que houve trégua naquela Guerra. Juntamos um abaixo assinado com milhares de assinaturas, e levamos ao Itamaraty e fomos também até a Embaixada Israelense em Brasília, manifestar nosso apoio a Israel e pedir perdão pelo pecado cometido por nossa nação através de nosso governo que acusou Israel de Genocídio, e também numa atitude belicosa, chamou O Embaixador Brasileiro de volta ao Brasil. Deus nos respondeu e muitas coisas mudaram de lá pra cá, mas, a nossa postura em favor de Israel e para que O Brasil aja de acordo com A Vontade de Deus permanece! - Em minhas mãos, duas varas, como profetizou Jeremias - "Uma para Efraim e outra para Judah, duas varas Unidas nas Mãos do Nosso Deus")

KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

VAYELECH - E PASSOU


VAYELECH - E PASSOU
Deuteronômio: 31: 1 a 30 
Isaías 55: 6 a 56:8
II Coríntios 5: 1 a 10


Deuteronômio 31: 1 - "E passou Moisés a falar estas palavras a todo Israel" 

As últimas palavras; os últimos dias; a despedida...
Moshe Rabeinu, que tentara convencer a Deus para que pudesse passar e ver a boa Terra ao ocidente do Jordão, já chegara à conclusão que não passaria e que Josué era a pessoa que levaria o povo a entrar para possuir a Terra de Israel.

Um dia Elias, achando que era só ele a quem Deus usava, ouviu algo semelhante. Ele não era o único, e então O Eterno lhe ordena, ungir Eliseu, profeta em seu lugar.

Eliahu Hanavi e Moshe Rabeinu, porque se submeteram, porque viram e confiaram no limite dado por Deus a eles, puderam ser aqueles que se encontraram com Yeshua, num Alto Monte em Israel (na TERRA PROMETIDA), para dizer ao Senhor, que havia chegado a hora da Cruz. Era a hora das últimas palavras, dos últimos dias; da despedida.

Yeshua disse que os seus discípulos fariam as mesmas coisas que Ele, e que coisas ainda maiores fariam, pelo Espírito Santo, que viria sobre cada um de seus amigos.

Moshe diz a toda a nação: "Sede fortes e corajosos, não temam e nem se atemorizem".

Moshe, destaca, chama a YEHOSHUA, e diante de toda a congregação, impõe mãos sobre ele e lhe diz: SÊ FORTE E CORAJOSO, não tema e nem te atemorize, porque você fará este povo herdar a Terra que sob juramento O Eterno prometeu a seus pais...

Depois disso o próprio Deus, por mais 4 vezes falou a mesma coisa a Josué. Ele ouve: "Sê forte e corajoso, não temas e nem te espantes"; "Sê forte e corajoso"; "Sê forte e muito corajoso!"; "Não to mandei Eu, sê forte e mui corajoso?", e por fim (fatos narrados no livro de Josué), o povo de Israel diz ao seu novo líder: "Se O Eterno for contigo, assim como foi com Moshe, tudo o que disser, faremos e obedeceremos, sê forte e corajoso!"... 7 vezes a mesma frase!!!!

Quando alguém ouve algo assim: "- olha, eu tenho algo pra te contar, mas, você agora precisará ser forte! sente-se!", a única coisa que queremos é que a pessoa diga logo o que ocorreu, para que tomemos alguma atitude. Sempre frases assim falam da morte de alguém, de algo terrível que ocorreu... Imaginem então o povo, e Josué ouvindo por 7 vezes que tinham de ser fortes e corajosos... O que será que teriam de enfrentar do outro lado do Jordão?

O Nosso Deus diz a Moisés, que Israel, depois que possuísse a Terra, iria se desviar, que o Seu povo ia se prostituir indo atrás de falsos deuses, anulando assim a Aliança que O Eterno fez com os filhos de Jacó, quando o introduziu na ERETZ ZAVAT HALAV U'DEVASH (Terra que mana leite e mel).

Moisés, autor de alguns salmos e cânticos, possui dois em especial que são marcos. O primeiro é O Cântico de Moshe que será cantado no Céu, que narra tudo o que O Eterno fez, para livrar o Seu povo do Egito e das mãos do Faraó. Será entoado este Cântico, juntamente com O Cântico do Cordeiro (creio eu), serão as proclamações de todos os santos, que contarão as grandes maravilhas que O Eterno fez na vida de cada um de nós... Um Cântico que ainda está sendo escrito, e do qual nós podemos e devemos acrescentar frases e estrofes, por todo o bem que O Eterno tem feito por nós... 

Mas, o segundo cântico de Moshe (que é a Parashá da próxima semana HAAZINU), é um cântico para ser cantado nesta Terra, de geração em geração. Você já o ouviu? Porque será que existem tantos cânticos conhecidos em hebraico, tantas passagens da Torah, que conhecemos e cantamos, mas, O Cântico que Deus ordena que seja ensinado aos filhos de Israel de geração em geração, é desconhecido? Este cântico fala de quem O Nosso Deus é; de quanto Amor Ele manifestou por seu povo; dos pecados que seu povo cometeu e tem cometido dando as costas para O Eterno, e do Juízo que O Eterno executará contra as nações, para resgatar o Seu povo e para redimir a Sua Herança.

Este cântico que Deus ordena que seja cantado e ensinado aos filhos de Israel, para que pudesse ser ensinado aos filhos de seus filhos, é um CÓDIGO DE SALVAÇÃO. Quando queremos gravar alguma coisa, o fazemos cantando. Por isso a Torah como um todo é cantada, e por isso alguns trechos tornaram-se tão conhecidos, destacando-se com melodias próprias, para que seja guardado na mente de seu povo. Este Cântico, e estas advertências, parecem ter sido esquecidas, ou reduzidas a menor importância, mesmo ante a clara advertência de Deus.

O Eterno, também manda que Moshe escreva toda a Torah e o seu rolo deveria estar sempre junto da ARON KODESH, A ARON BRIT (A Arca Santa, a Arca da Aliança). No ano do Shemitah (Remissão), um Shabat de anos, a cada 7 anos, na Festa de Tabernáculos, toda a Torah deveria ser lida para o povo, para que o povo conhecesse e se lembrasse de todas as Palavras do Eterno, pois estas Palavras de Deus para o seu povo, são a Vida do e para O Seu povo, porque estas palavras são uma pessoa, a saber: YESHUA!

O profeta Joel declara em sua profecia: "Toque a trombeta em Tzion, proclame um Santo Jejum... e então O Eterno se compadecerá do seu povo... os Montes se encherão de vinho novo e de azeite e de cereais..."

As últimas três Parashiot da TORAH, parecem guardar a mesma sequência: Na semana de Yom Teruá, lemos que MOSHE RABEINU, passa a falar ao povo suas últimas palavras (Ele é O Shofar do Eterno). Moshe chama o povo para ouvir o cântico, (HAAZINU - Ouçam!), "Rasguem os corações e não as vestes", disse Joel para o seu povo. Na semana do Yom Kipur, o Cântico de Haazinu, deveria nos fazer de fato chorar, porque ainda hoje, tendo sido restaurados pelo Eterno a ERETZ ISRAEL, o povo ainda pratica tantos pecados... Tanto sangue inocente derramado; tantas práticas abomináveis, sendo cometidos com o consentimento e aprovação dos Bnei Israel; Na Semana de Yom Kipur, o Cântico que deveria ser DECORADO por todo Israel, como um Código de Salvação, para que se voltassem de fato para Deus, tornou-se mais uma Parashá apenas, entre a última e a próxima... A Próxima é VEZOT HABERACHA (Esta é a Bênção!), em que MOSHE abençoa cada uma das tribos de Israel... Este é O DESEJO DE DEUS... Abençoar os seus filhos...

Ouçam O Shofar ecoando, nos chamando DE VOLTA PARA DEUS... Ouça Deus nos lembrar com todas as letras, o que temos feito contra Ele. E se com o coração quebrantado e contrito, (tipo de coração que Ele jamais desprezará), voltarmos para Ele, O Eterno nos abençoará!

Depois que cruzaram O Jordão, YEHOSHUA circuncida todo homem do povo que nasceu no deserto, e depois celebram o Pêssach e quando vão subir contra Jericó, O PRÍNCIPE DOS EXÉRCITOS DO ETERNO (SAR TZAVA ADONAI), Aquele que tem O Poder para Santificar um Lugar com a Sua Presença (O ÚNICO); Aquele que tem a Espada desembainhada (A Palavra Revelada do Nosso Deus), diz para Josué, como outrora falou a Moshe Rabeinu: "Tire as sandálias dos pés, pois o lugar aonde estás é Santo". Jericó, um lugar santo? CERTAMENTE NÃO! Mas, qualquer lugar aonde Ele está, este lugar é Santificado! QUEM É ELE?

MI ZE MELECH HAKAVOD? 
ADONAI IZUZ VEGUIBOR, ADONAI GUIBOR MILCHAMAH
(Quem é este Rei da Glória? O Eterno Forte e Poderoso, O ETERNO Poderoso nas Batalhas)

MI HU ZE MELECH HAKAVOD?
ADONAI TZEVAOT HU MELECH HAKAVOD! SELAH.
(Quem é Ele este Rei da Glória? O SENHOR DOS EXÉRCITOS, ELE É O REI DA GLÓRIA. SELAH.)

Ele é YESHUA, e tem a Espada desembainhada (A Palavra Revelada), e este diz para Josué: "Circuncide Jericó!" - Num dia darás uma volta em torno da cidade, no segundo dia mais uma volta, e assim até o sétimo dia. Porém neste sétimo dia, darás 7 voltas...

Fico imaginando o que, Josué que escutou 7 vezes "Sê forte e corajoso", depois de ter obedecido a tudo o que O Eterno lhe havia dito, circuncidando o povo, celebrando O Pêssach, comido das novidades da Terra Prometida, agora, dando a sétima e última volta ao redor de Jericó, deveria estar pensando: "O que será que Deus fará agora por nós, pelo seu povo?" Quando terminaram, os sacerdotes tocaram O Shofar... E as muralhas caíram!!!!!!

Deus circuncidou a Terra Prometida, arrancando Jericó, da face da Terra... Foi O Eterno quem realizou esta obra!

Ouça O Shofar, 
Se humilhe sob a POTENTE MÃO, do Nosso Deus.
Porque, hoje choramos por nossos pecados, amanhã com O MASHIACH, celebraremos A NOSSA REDENÇÃO E DE TODA A CASA DE ISRAEL.


KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem