quinta-feira, 13 de novembro de 2014

FLECHAS DA ALJAVA


Nada como um dia depois do outro...
Nestes dias meu coração encheu-se de uma alegria tão grande, na verdade de tantas emoções juntas...
Em mais uma viagem a Israel, deixei meu filhinhos Boaz e Tikva, dizendo: Papai volta logo!
Vou me encontrar na semana de seu aniversário com a Bruna, minha filha do coração, dias antes de sua vinda ao Brasil, com o meu netinho Ariel.
Na véspera da viagem, fui pregar na igreja de um casal de pastores, Vagner e Midori Yogi, que tive a honra de conhecer, no momento de sua conversão, e de ainda batizá-los, olha que coisa: Foram eles que me apresentaram a Bruna, naqueles dias em que eu mesmo iniciava meu ministério.
Vê-los firmes na Palavra, manejando bem a Bíblia Sagrada, realizando um trabalho maduro, cheio da Vida de Deus, e de Sabedoria, encheu demais meu coração de alegria e expectativas...
E agora enquanto escrevo este artigo, sentado atrás de mim, num vôo para Israel, com escala na Alemanha, estão sentados, o Profeta Fábio, e o Profeta Roger, filhos e amigos mais chegados que um irmão... 

Lembrei-me nestes dias de ter orado pelo Vagner e pela Midori, quando eles foram batizados no Espírito Santo, e vê-los ainda hoje, fluindo na Presença de Deus, é maravilhoso, mas, lembro-me como se tivesse ocorrido a poucos momentos, do Roger, jovenzinho, num acampamento em que fui ministrar da igreja que ele congregava. Ele me disse: Pastor, ore por mim, porque eu quero ser batizado no Espírito Santo, e conversei com ele, sobre como foi a minha experiência com Deus através do Espírito Santo e logo em seguida oramos e ele foi cheio do Espírito de Deus.... Poucos momentos depois disto, ele olhou apressadamente por meus ombros e chamou minha atenção, para uma loirinha que passava atrás de nós, e me disse: Sabe pastor, aquela moça ali chama-se Fernanda, e estou apaixonado por ela, e tenho orado para que possamos começar a namorar....

Pois fui padrinho deste casamento e poucos meses atrás, pude apresentar o Leonardo Tzfat, filho, deste casal, além da Amandinha, que é amiga hoje de minha filha Tikva.... Quanta coisa, quanta emoção junta, percebem?

Quanto estivermos regressando de Israel, na passagem pela Alemanha, o Profeta Roger ficará na cidade de Munique, pois tendo recebido muitas palavras de Deus acerca desta nação, entendeu que era hora de tomar atitudes e profetizar nesta nação, as palavras que tem recebido de Deus. Tudo absolutamente tudo foi sobrenatural, desde que percebemos que esta era a hora de tirá-lo da minha Aljava e lançá-lo na Alemanha.... Pois é isso que vou fazer: Fincá-lo, na Terra que daqui há poucos anos comemorará 10 jubileus (500 anos), da Reforma Protestante; Estamos passando por aqui, nos dias da Celebração dos 25 anos da queda do Muro de Berlim, e de uma nova configuração de Mundo, que parecia ser impossível, quando eu era criança.... Quanta coisa, quanta emoção junta...

"Ouvi-me, ilhas, e escutai vós, povos de longe: O Senhor chamou-me desde o ventre, desde as entranhas de minha mãe fez menção do meu nome e fez a minha boca qual espada aguda; na sombra da sua mão me escondeu; fez-me qual uma flecha polida, e me encobriu na sua aljava;" (Isa 49:1-2)

Nesta Palavra de Isaísas, uma clara alusão a Cristo, tomamos o entendimento também para nossas vidas de que nascemos com um propósito específico da parte de Deus, e à pleno pulmões podemos por fé dizer: "Ei vocês aí, povos de longe: EU ESTOU CHEGANDO!!!!" Porque? Porque desde o meu nascimento Deus falou a meu respeito, Ele me chamou! Ele me deu um Nome e um PROPÓSITO de Vida...

"Ele tem feito da minha boca uma espada afiada". Estas figuras são tão importantes, e  nos dão uma compreensão tão profunda das coisas de Deus, pois a Espada do Espírito é a PALAVRA DE DEUS, e para que possa estar afiado, e isso vem através da lima de meus pais e muitos mestres que me desafiaram a conhecer, entender e viver a Palavra, para que pudesse proclamá-la, assim como um hábil espadachim, maneja o sabre.

Também somos chamados de "Flechas Polidas", e o Profeta Isaías diz que fomos escondidos na Aljava. Creio que não há nada mais difícil, do que ficar escondido na Aljava, alguém que se sente afiado e polido... Tanto trabalho, esforço, resignação, para depois ser escondido? Parece não ter lógica isso!

Mas, outro texto bíblico nos trás mais luz sobre estas verdades:

"Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem com os seus inimigos à porta." (Slm 127:3-5)

O Salmista agora afirma que flechas são FILHOS e quem tem Aljava são os PAIS, e os pais que encherem suas aljavas, nunca terão problemas contra os seus inimigos...

Nos parece lógico, que ter flechas, não intimida ninguém, mas, dispará-las, sem dúvidas, pode afugentar e subjugar adversários.

A Bíblia conta sobre os momentos finais da vida do profeta Eliseu, figura bíblica que apontava para O Ministério de Cristo, e que quando jovem, foi discípulo de Elias, de quem recebeu a Porção de Primogenitura, conhecia como a Porção Dobrada, quando reconheceu em Elias, um pai que foi levantado por Deus para lhe deixar herança. Eliseu pouco tempo antes de morrer, foi visitado pelo Rei de Israel, que usou as palavras, que mais pareceram uma Chave para o coração daquele ancião, que doente esperava pelo fim:

"Estando Eliseu doente da enfermidade de que morreu, Jeoás, rei de Israel, desceu a ele e, chorando sobre ele exclamou: Meu pai, meu pai! carro de Israel, e seus cavaleiros! E Eliseu lhe disse: Toma um arco e flechas. E ele tomou um arco e flechas. Então Eliseu disse ao rei de Israel: Põe a mão sobre o arco. E ele o fez. Eliseu pôs as suas mãos sobre as do rei, e disse: Abre a janela para o oriente. E ele a abriu. Então disse Eliseu: Atira. E ele atirou. Prosseguiu Eliseu: A flecha do livramento do Senhor é a flecha do livramento contra os sírios; porque ferirás os sírios em Afeque até os consumir. Disse mais: Toma as flechas. E ele as tomou. Então disse ao rei de Israel: Fere a terra. E ele a feriu três vezes, e cessou. Ao que o homem de Deus se indignou muito contra ele, e disse: Cinco ou seis vezes a deverias ter ferido; então feririas os sírios até os consumir; porém agora só três vezes ferirás os sirios." (2Rs 13:14-19)

Eliiseu que certamente frustrou-se muito com o fato de seu discípulo Geazi, ter ficado leproso por causa do seu pecado, parecia não ter para quem deixar o que recebera de seu pai, Elias, mas, as mesmas palavras que disse ao Profeta que foi elevado aos Céus num redemoinho, trouxeram de volta esperança ao coração daquele ancião...

Eliseu que descobriu que a porção dobrada só é liberada através da fidelidade: SER FIEL ATÉ O FIM, vai fazer a prova do Rei de Israel, para saber se o mesmo era digno, de receber dele herança tão grande...

Abra a janela do Oriente - Era desta região que a última vergonha havia se abatido sobre Israel, que mais uma vez tinha sido humilhado pela Síria. Pois, ao som da Voz de Eliseu, a Vergonha seria confrontada por uma Flecha sacada da Aljava.

As mãos trêmulas, por certo enrugadas, do velhinho Eliseu, ainda eram portadoras, da Autoridade e Bênçãos legadas dos pais aos filhos, e este põe suas mãos sobre as mãos fortes e firmes do Rei, que entesava o arco... Ao disparar disse: "Flecha do Livramento do Senhor, Flecha do Livramento do Senhor contra os Sírios..."

Tome mais flechas... No ímpeto de conhecer A Palavra e O Espírito da Palavra e perceber que momento profético era este o ancião se motivou e ordenou que o Rei de Israel, ferisse o chão agora com outras flechas de sua Aljava, e Jeoás, talvez sem entender o ato profético, e percebendo que aquela situação estava demorando mais do que ele esperava, atirou apenas três flechas de sua Aljava... Ah se ele soubesse, se ele entendesse, que: "O PAI, QUE ENCHE SUA ALJAVA DE FLECHAS, JAMAIS VAI TER PROBLEMAS COM SEUS ADVERSÁRIOS...", Mas, o Rei parou de atirá-las, e a fúria de Eliseu manifestou-se como sua derradeira declaração: "Se cinco ou seis vezes tivesse ferido a terra, você teria acabado com os sírios para sempre, como o fez apenas duas ou três vezes, você terá vitórias, mas, depois derrotas...

Um Pai, não se torna um vitorioso pelo fato de ter muitos filhos. Isso pode ser inclusive um sinal de arrogância e de orgulho. O que pode dar vitória a um pai é preparar as flechas, para que possam todas serem disparadas...

A flecha não pode ser torta. Se não for reta, desviará no seu percurso, e o desvio é uma das palavras para pecado: "Alguém que não completa ou que não alcança os seus objetivos."

A flecha precisa ser polida, pra que possa perfurar o alvo e se fixar nele. Não deve existir nada mais vergonhoso, do que alguém alcançar um alvo, mas, não permanecer nele. Pois todo o trabalho, em nossas vidas serve para que no dia do nosso envio, possamos ir direto ao alvo e nos fixar nele, estabelecendo O Reino do Rei que nos enviou.

Muitos ministros trabalham para que seus filhos naturais dêem continuidade aos seus ministérios, e tais fazem muito bem, porém, se apenas duas ou três flechas forem disparadas, haverá vitórias por certo, mas, depois derrotas....

Há líderes que cuidando de suas congregações, se esquecem de suas famílias, e as vitórias que Deus tem pra nós, serão alcançadas e firmadas para sempre se disparamos todas as flechas....

Os filhos são HERANÇA DO SENHOR, são flechas dadas a um PAI, aquele que de Deus recebe a honra de ter uma ALJAVA... mas, a honra de um pai e sua glória, não será ter filhos, mas, trabalhar para que todos sejam disparados....

Aleluia! 

Quero passar o resto da minha vida cuidando para que minha esposa Karla, minha primeira ovelha, minha filha primogênita, seja lançada e cumpra o papel que Deus espera dela... Quanto tempo eu perdi de minha vida, não reconhecendo esta verdade!

Juntamente com ela, Deus nos deu filhos, naturais, adotivos, ministeriais, e no Nome de Jesus, quero trabalhar para assim como disparamos a Bruna Emunah (Fé) Gurwitz, para Eretz Yisrael; assim como Pastores Julio e Priscilla estão em Patrocínio; Baia e Darlene estão em Taboão da Serra; Dario e Cristina, em Cuba, Chile, Espanha e em tantos outros lugares e nações; Apóstolo Gerson e profetiza Vera, fixaram-se em Itu; Apóstolo Sandro e Profetiza Rita em Uberlândia.... Tantos outros... que O Profeta Roger, a Pastora Fernanda, a Amanda e o Leonardo Tzfat, possam discernir tudo a respeito do chamado de sua casa para a Alemanha; quero no tempo certo poder lançá-los todos no centro da Vontade de Deus....

Um dia será a vez da TIKVA, outro do Boaz.... e eu.... 

estou indo para Jerusalém... Já, há muito tempo.... já tem sido muito mais do que eu podia pedir ou pensar... Não espero grandes coisas, coisas maravilhosas demais para mim, como uma criança desmamada no colo da mãe, assim é a minha alma para comigo, confio no Senhor e sou feliz....

Se Deus só tivesse me dado a chance de ver o Profeta Roger, aquele que eu vi sendo batizado no Espírito Santo; aquele que me mostrou a sua loirinha; aquele que me convidou para ser seu padrinho; aquele que consolou minha alma no dia da traição; aquele que me deu a honra de consagrar seu filho e marcar sua filha com o nome Hadassa, aquele que me chama de pai, respeitosamente e silenciosamente, simplesmente porque o Amor de Deus, é uma bandeira que nos cobre.... DAYENU, para mim, já teria sido o bastante...

Trabalhem por seus filhos, trabalhem para que em suas congregações, todos sejam disparados... Muitas pessoas, vão nos ajudar a cumprir o que O Pai, espera de nós, mas, se você não se ocupar de ajudar as pessoas a alcançarem os seus destinos proféticos, você ficará sozinho, e teus inimigos prevalecerão contra você....

Viva a Palavra de Deus, e viva como os que sonham...

Um pai, absolutamente feliz,

Paulo de Tarso, Apóstolo 
Igreja Apostólica Betlehem

Um comentário:

  1. Glória a Deus por essa linda mensagem!!!
    Esperamos um livro.....

    ResponderExcluir