sábado, 31 de dezembro de 2011

Aliança - Um pacto eterno com O Único Deus que existe


Nas vésperas de 2012, um ano alvo de tantos comentários, maldições, prognósticos, agouros, ano que está sendo encarado pelo povo de Deus como um período de incertezas e temores, e sinto que estejamos ouvindo os rojões e vendo os fogos que apontam para os cultos a falsos deuses e nos esquecendo da Aliança que temos com Deus através de YESHUA, que selou não com sangue de ovelhas ou de touros este Pacto, mas, com o seu próprio Sangue Puro, A nossa Redenção.

Quando Abrão, percebendo que envelhecia, e não compreendendo como poderiam se cumprir as promessas de Deus a seu respeito, questiona a Deus, que lhe responde afirmando que o herdeiro que haveria de ter não seria algum servo de sua própria casa, mas, um filho natural, nascido de suas entranhas, Abrão, questiona mais uma vez Deus sobre de que maneira isso ocorreria, e então Deus "bate na mesa", e manda que Abrão lhe prepare um sacrifício, porque ali, Deus faria um pacto com ele. Ou seja, não tendo nada mais forte, maior que Deus pudesse fazer para provar a Abrão que cumpriria sua promessa, Deus faz uma Aliança com Abrão, porque uma Aliança é um Pacto feito que não pode ser quebrado.

"...estabelecerei a minha Aliança contigo e com a tua descendência depois de ti em suas gerações, como pacto perpétuo, para te ser por Deus a ti e à tua descendência depois de ti." (Gn. 17:7 )

Estou perplexo nestes últimos dias tendo me encontrado com pessoas que exercem ministérios apostólicos e proféticos em nossa nação e que são autoridades sobre milhares de pessoas e que baratearam a expressão do que é uma Aliança, e a vulgarizaram de tal maneira que se faz e se quebram Alianças de maneira tão absolutamente leviana, que apenas refletem como nós O povo da Aliança, nos tornamos maculados com os costumes do mundo e deixamos a Palavra de Deus, por tradições e impressões humanas e ensinos que nos favorecem a nós em detrimento do que estabelece a Sã Doutrina... Precisamos voltar para Deus e para a Sua Aliança dada a nós e precismos com dor, "despedir as mulheres e os filhos que trouxemos da Babilônia", coisa tão difícil como foi no dia em que Esdras confrontou aqueles que voltaram do exílio e que intentavam restaurar a Casa de Deus, e a Cidade do Grande Rei.

Não há como reconstruir O Reino com entulhos de Babel.

Hoje, as pessoas no meio cristão dizem tão facilmente que estão aliançados uns com os outros; nossas músicas compostas por salmistas que aprendem uma doutrina longe da Bíblia, apenas reproduzem o ensino que tiveram, e com melodia conseguem gravar como uma tatuagem a alma do nosso povo, e a verdade ganha borrões, como as pixações feitas em pedras, quase impossíveis de serem removidas.
Líderes na frente da igreja, declaram que estão em Aliança uns com os outros, nunca tendo se importado com o peso de tal declaração, mas, meramente pelo "impacto" de espiritualidade que isso pode causar e pelo benefício que podem ter, da mesma maneira que firmam tais Alianças as quebram, ou delas se esquecem, porque jamais as valorizaram como Deus o faz.
Líderes obrigam pessoas sob sua autoridade a declararem que estão em Aliança, sem jamais ensinar o que é, ou os limites e as implicações de se romper uma Aliança, e jamais... JAMAIS, mencionam as maldições decorrentes do DIVÓRCIO, DO ROMPIMENTO DA QUEBRA DE UMA ALIANÇA.
Os namorados hoje, fazem uma Aliança de Compromisso, e é capaz de algum pastor orar e ungir a tal Aliança de prata, que não garante nada e ao mesmo tempo amaldiçoam a tantos. Como um homem que se deita com uma prostituta e se faz uma só carne com ela... Quantos líderes, irresponsáveis, dizem ter alianças com centenas de pessoas que talvez nem se lembrem os nomes, e que pactuados com tantas pessoas trazem para sua própria casa e para os seus amados, problemas, pecados, demônios que jamais precisariam estar ali, se não fosse nossa completa distância dos padrões de Deus. Acho graça em ouvir, que  há Alianças maiores e menores (Há coisas mais sérias e outras nem tantos). É como alguém me dizer que ama a esposa e ama a amante, que que são dois tipos de "amores" diferentes em sua vida, e que a Aliança com uma é mais séria e com a outra é importante, mas, menos "séria"! DEUS ATRAIA-NOS DE VOLTA!

Todos os profetas que profetizaram lembraram da Aliança que Deus fez com o seu povo. Os evangelhos e todos os escritos Apostólicos, falam do cumprimento da promessa que uma Nova Aliança seria dada para o povo judeu, e estendida para as nações, sendo que esta Aliança não seria escrita em tábuas de pedra, mas, nos corações. Não é de se estranhar, que o Satanás, se empenhe tanto para confundir, cegar, e manter na completa ignorância aqueles que deveriam ensinar, mas, que metem-se em cadeias de orgulho e promiscuidade.
Até Salomão, que teve Aliança com 300 mulheres (NADA LOUVÁVEL), tinha por certo quem eram e quantas eram as concubinas (NADA LOUVÁVEL, NADA DIGNO DE HONRA, OU EXEMPLO A SER SEGUIDO), mas, uso este exemplo para mostrar que pelo menos Salomão tinha o hábito de CONTAR... (Tinha noção de  com quem estava aliançado)... Aquelas mulheres lhe trouxeram os seus deuses, e o mesmo edificador de uma Casa para O Eterno, edificou para a Rainha dos Céus, e adorou a Quemos e a Moloque.

Aliança, precisamos nos arrepender, porque O Nosso Deus é um Deus de Aliança!

Deus fez uma Aliança com Noé, seus filhos e descendentes (fez conosco), de que não destruiria mais a Terra com um Dilúvio. Deus pôs o seu Arco no Céu. Sinal da Aliança! Este sinal é para que todos vejam e se lembrem da Aliança. Quando O Sinal aparece nos céus, a Natureza está nos dizendo: "A iniquidade de vocês é tanta, que Deus só não destrói este mundo com um dilúvio, porque entrou em Aliança com vocês". Aliança é coisa grande, é algo perpétuo, se o "ímpio afastar-se e quiser deixar a Aliança, Deus que é Justo permanece fiel!".


Deus estabelece uma Aliança com Abraão. Uma Aliança acerca da Terra e uma Aliança acerca de sua descendência. Deus exige que todo descendente de Abraão que tenha Aliança com Ele, tenha o Sinal da Aliança: A Circuncisão.


Deus faz uma Aliança com o povo (descendentes de Abraão), e ordena que eles não fizessem Alianças com o povo da Terra e nem com os seus deuses! Uma Aliança não permite adultério!


"Não farás Aliança alguma com eles, nem com os seus deuses." Ex.: 23:32

Deus marca O Shabat, como um Sinal de Aliança perpétua com Ele; Deus evidencia a Aliança com seu povo afirmando que coisas Maravilhosas, não vistas em nenhum outro povo seriam vistas pelo povo da Aliança, e eles mesmos veriam tais sinais; Deus estabelece sinais da Aliança no tempo que é O Shabat; na Alimentação que é O Kashrut (alimentos puros e limpos); dando-lhes a Torah e as Tábuas da Lei; nas vestes com os filactérios e as borlas; nas casas com as Mezuzot (caixinhas nos umbrais das portas, onde vai escrito trechos da Torah reconhecendo que Deus é O Único Senhor de todos); na Língua que é o Hebraico (a única língua que foi extinta e voltou a ser falada); Deus deixa claro que só haveria um lugar no Mundo em que O Seu Nome seria invocado (este lugar é Jerusalém, o Monte Moriá, lugar em que YESHUA reinará sobre todas as nações da Terra)...
Havia um "Porta-Aliança", que era a Arca da Aliança. No Lugar em que a Arca estava, a Presença de Deus estava lá.


Porque tantos sinais, para que nós não nos esqueçamos da ALIANÇA. Porque não se pode esquecer de uma Aliança, porque há bênçãos para os que forem fiéis à Aliança e Maldição para os que forem infiéis. Porque um "Porta-Aliança", porque a Aliança precisa ser guardada, protegida, cuidada. Deus está presente na Aliança. Quando fazemos Alianças, estamos invocando um dos atributos de Deus (Sua Fidelidade e sua Palavra). 


"Guardai-vos de que vos esqueçais da Aliança do Senhor vosso Deus, que Ele fez convosco, e não façais para vós nenhuma imagem esculpida, semelhança de alguma coisa que O Eterno vosso Deus vos proibiu." Dt. 4:23


Em YESHUA, a Nova Aliança prometida por intermédio do Profeta Jeremias é extendida primeiro aos judeus e depois aos povos da Terra. Esta Aliança que agora une O Criador e aqueles que aceitaram seu Pacto de Amor, selado com a Vida do Mashiach, é a maior certeza que existe neste Universo. As Palavras do Aba, as profecias todas se cumprirão cabalmente, pois, podem passar os Céus e a Terra, mas, não passarão as promessas do Nosso Deus. 
Os homens firmam Alianças de casamento, e cada casal, torna-se um símbolo, um sinal para a sua geração do que será Cristo e sua Noiva, quando estiverem juntos. 
Deus odeia o divórcio, e quando o homem torna-se infiel à Aliança firmada com sua esposa, age de forma contrária ao que YESHUA, fará em respeito de sua Noiva.
Hoje os divórcios, os adultérios, estão cada vez mais comuns, e cada vez que fazemos vistas grossas a estas coisas, pecamos contra Deus, desprezando O Sinal da Aliança, que Ele estabeleceu entre as famílias. Nos esquecemos o quanto A Aliança que Deus estabeleceu conosco é Verdadeira e Pura e não pode ser quebrada, e simplesmente fingimos que coisas assim acontecem...


"Todavia me perguntais: Por que? Porque O Eterno tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua Aliança." Mal.: 2:14


Porque Deus odeia o divórcio? Porque o próximo passo de quem não honra Alianças feitas entre os homens, é romper a Aliança que fez com Deus... Isso se já não ocorreu antes???


"As estradas estão desoladas, cessam os que passam pelas veredas; alianças se rompem, testemunhas se desprezam, e não se faz caso dos homens." Is. 33:8


Trazemos estranhos aliançados a nós para a Aliança que temos com Deus; trazemos estranhos aliançados a nós para a Aliança que selamos com nossas esposas (ou maridos).
Nos confundimos, nos perdemos, nos acostumamos, nos esquecemos, nos enganamos e não há mais Oriente para nós... Estamos perdidos, esperando o nascer do Sol, para lembrarmos de onde virá O Nosso Socorro.
Reis faziam Alianças com o povo; Jonatas, herdeiro do Trono, fez Aliança com David; Reis faziam Alianças com outros reis e com outras pessoas, e traziam sobre si e traziam para quem lhes era próximo obrigações e maldições, pelo esquecimento, pelo descaso, pela ignorância sobre o que realmente é Aliança. 


"Irmãos, como homem falo. Uma Aliança, ainda que meramente humana, uma vez confirmada, ninguém a anula, nem lhe acrescenta coisa alguma." Gl. 3:15

As mazelas que temos visto e das quais nos entristecemos acerca do Corpo de Cristo, de líderes que nos inspiraram no passado e de repente se tornam em motivos de escândalos, precisam ser tratadas da única maneira que Deus sempre tratou de seu povo e dos seus Ungidos... De dentro para fora. Do individual para o coletivo. Ainda queremos um Brasil aos pés de Cristo, e um impacto de evangelismo mundial, e isso está diretamente ligado à nossa capacidade de nos voltarmos para Deus e crer que O Deus que pode fazer uma nação nascer num só dia, está Vivo e não perdeu suas forças.

"Então se levantou Esdras, o sacerdote, e disse-lhes: Vós tendes transgredido, e casastes com mulheres estrangeiras, aumentando a culpa de Israel. Agora, pois, fazei confissão ao Senhor, Deus de vossos pais, e fazei o que é do seu agrado; separai-vos dos povos das terras, e das mulheres estrangeiras. E toda a congregação respondeu em alta voz: Conforme as tuas palavras havemos de fazer." (Ezr 10:10-12)

Assim como parece impossível e doloroso demais mandarmos as nossas esposas embora e os filhos que tivemos com elas, Deus está dizendo que nós fizemos Aliança com o pecado e com "pessoas e situações" que ferem a Aliança que temos com Ele, e está esperando que nós nos desliguemos dos pecados e de todo tipo de abominação que praticamos contra Ele, desonrando a Aliança  que nos foi dada, com o Selo do Sangue do Cordeiro de Deus. Assim também é hora de fazermos uma boa reflexão sobre que tipo de alianças nós temos feito e buscarmos certamente com choro e humilhação um verdadeiro arrependimento por nossa leviandade.

"Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão; e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é partido por amor de vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é da Nova Aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que Ele venha. " (1Co 11:23-26)

Que neste período do ano de 2012, urgentemente corramos para restaurar nossa Aliança com Deus, nossa Aliança Matrimonial e nos preparemos para que O Deus da Aliança nos Santifique para a Sua Glória.


(Abaixo uma canção que creio que todos conhecem e que consegue traduzir em melodia e sons, a pureza que O Nosso Deus Maravilhoso tem esperado de nós)



2012 - Ano da Restauração da Aliança com O Nosso Deus



Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem




segunda-feira, 14 de novembro de 2011


V Encontro de Educadores da Zona Sul
INSTITUTO NOVIDADE DE VIDA
“Escrevendo uma nova história para a Educação: educando para restaurar a Nação”


Um dos maiores evangelistas de todos os tempos Dwight L. Moody, americano, que revolucionou a proclamação do Evangelho em seu país, levando crianças pobres de toda a nação para as chamadas: Escolas Dominicais, onde se ensinava Bíblia e princípios cristãos e éticos. Este homem marcou toda a sua geração, embora vivesse a trágica Guerra Civil Americana foi co-responsável pelo surgimento da grande potência do século XX.

Em certa ocasião Moody recebeu um convite para falar ao Corpo Docente de Oxford, uma das mais famosas universidades do Mundo, e sendo um homem muito simples e que escrevia e falava com muitos erros, sufocando e matando tempos verbais e verbos, Moody disse, que não iria porque seria ridicularizado por aquele panteão de Doutores e Mestres. Porém, alguém lhe disse: “Realmente o que falam de você, é que não sabe falar nenhum idioma além do inglês. Não sabe nada de hebraico ou grego e mesmo no seu próprio idioma, eles têm ouvido falar sobre suas dificuldades para escrever, porém, o que dizem também a seu respeito é que ninguém fala sobre Jesus e sobre a Bíblia, melhor do que você, e é sobre isso que eles estão interessados em ouvir”.

Creio que é com o temor de Moody que eu me manifesto neste V Encontro de Educadores da Zona Sul.

No último ano tive a oportunidade de falar sobre os professores que influenciaram minha vida, a ponto de sendo filho de um homem que estudou até a 4ª série do ensino fundamental e de uma mulher que jamais freqüentou uma escola, pude desenvolver minha vida acadêmica, assim como minhas irmãs, e tornar-me um cidadão e um profissional respeitado. Lembro que todas as noites, reunidos em volta da Bíblia Sagrada,  já aos 8 anos de idade eu já havia lido a Bíblia por 2 vezes, livro que foi usado para a minha alfabetização.

Esta bagagem cultural que recebi no seio de minha família, me faz lembrar os 70 anos de exílio e cativeiro que o povo judeu sofreu cerca de 400 anos antes da era comum, sob o domínio inicialmente de Nabucodonozor, rei do império Babilônico.

Depois de anos de cerco, Jerusalém a capital do Reino de Judá, caiu e os príncipes, (os formadores de opinião) foram levados cativos, e uma vez na Babilônia receberam a seguinte proposta: “Conheçam nossa língua, nossa cultura, comam da minha mesa e mudem os nomes de vocês, (que falam do Deus de vocês). Recebam novos nomes babilônicos, que falam dos nossos deuses, dos nossos cultos, da nossa cultura, e então, poderão sentar-se comigo à minha mesa e me servir aqui em meu palácio.

Pior e mais cruel do que o cerco que fez cair Jerusalém, um cerco de impossibilidades, de fome, medo e desesperança, este último cerco é ainda mais cruel, porque é um cerco de oportunidades, com o preço da descaracterização cultural: Esqueçam seu Deus, seus cultos e sua Cultura e recebam a nossa e assim viverão em paz, em nosso sistema de mundo.

Não, não é mera coincidência! Assim como em 70 anos, a língua hebraica, deixou de ser falada, a ponto de nos dias de Jesus Cristo, ele mesmo falar aramaico (a língua dos babilônios). O calendário e as leis estabelecidas no Código de Deus (a TORAH, as Leis de Moisés), foram mudadas e apenas 3 gerações depois da assimilação com a cultura dos caldeus, a cultura judaica foi tão impactada que até hoje possui marcas em seu calendário, celebrações e forma de culto.

3 gerações passaram pelo Exílio e Cativeiro. A geração que foi levada cativa e morreu no Cativeiro; A que nasceu e morreu lá sob o domínio do conquistador, e a que nasceu cativa mas, voltou para a Terra Prometida.

A que nasceu no cativeiro e voltou tinha como um de seus afamados representantes, um homem chamado Zorobabel (nome que quer dizer: Semeado na Babilônia). Seu pai, sonhava, que embora seu filho tivesse  nascido ali, o destino dele era ser colhido e ser levado de volta à terra de seus antepassados. Foi isso o que ocorreu, e o que coube a Zorobabel, foi dar o primeiro e o mais importante passo, para a restauração de um povo. RESTAURAR O RELACIOANAMENTO COM DEUS.

Zorobabel, é o responsável pela reedificação do Templo destruído por Nabucodonozor, local de unidade nacional para os judeus, lugar onde as Leis eram ensinadas e o Culto ao Deus Vivo era realizado.

Os valores que quase se tornam históricos que pautaram nossas vidas e as vidas de nossos antepassados, cada vez mais são descaracterizados, por um sistema, em que depois de impossibilidades, são oferecidas possibilidades, e com isso se prova a fraqueza de nossos valores e outros então são oferecidos.

Esta guerra não é travada há pouco tempo. Talvez uma geração inteira se viu exposta à mídia, e sem qualquer defesa prostrou-se a ela. Outra, cresceu e entendeu que aquilo era tudo o que existia, porém talvez nós, ou nosso filhos sejamos a geração que embora tenhamos nascido sob este cativeiro e sob este jugo, podemos ser ou preparar a geração que vai voltar atrás, para possuir a Terra, que parece ideal, mas, é tão real, quanto a prisão sob a qual vivemos.

Desde o traficante que dá para um menino um tênis de quinhentos reais, para ele ser um aviãozinho, até os comerciais que mostram a cada dia um brinquedo novo, para crianças que literalmente não têm mais espaço para os brinquedos novos, a inversão de valores, o ” ter” no lugar do “ser”, são prisões sob as quais independente de classe social estamos encarcerados... Mas está na hora da nossa libertação. Uma Nova História vai ser escrita!

A História dos que voltaram para reedificar as Construções abandonadas, para reabrir as Veredas antigas, e para restaurar o vínculo entre pais e filhos e filhos e pais. A base da educação está aí. Na família!

Quero citar um texto bíblico proferido por Jesus e que ilustra a base para uma restauração tão esperada:

“Então chegando o que recebera cinco talentos, apresentou-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei. Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Chegando também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis aqui outros dois que ganhei. Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Chegando por fim o que recebera um talento, disse: Senhor, eu te conhecia, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste, e recolhes onde não joeiraste; e, atemorizado, fui esconder na terra o teu talento; eis aqui tens o que é teu. Ao que lhe respondeu o seu senhor: Servo mau e preguiçoso, sabias que ceifo onde não semeei, e recolho onde não espalhei? Devias então entregar o meu dinheiro aos banqueiros e, vindo eu, tê-lo-ia recebido com juros. Tirai-lhe, pois, o talento e dai ao que tem os dez talentos. Porque a todo o que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem ser-lhe-á tirado.”
(Mat 25:20-29)

Talentos. Deus nos deu TALENTOS. Os educadores de hoje, podem ser como os pais de ZOROBABEL. Pessoas que talvez tenham nascido debaixo deste sistema, que escraviza, que emburrece, que robotiza, mas, que independentemente de terem sido formatados em suas ações, não deixaram de sonhar, e não foram impossibilitados de receber TALENTOS.

Os Talentos, os Dons, as Habilidades, Capacidades, Domínios, foram dadas por Deus, o Criador dos Céus e da Terra, e vocês tanto receberam tudo isso, quanto foram formados em suas personalidades, para exercerem esta revolução em nossa geração. Uma geração que sonha e que percebe que possui: TALENTOS.

Talentos, tantos os de vocês, quanto os que estão lhe sendo confiados... Sim! os alunos, os que estão em fase de formação...

Uma nova possibilidade está aberta a vocês. Preparar a geração dos que podem ter nascido e sido semeados no meio deste sistema castrador e aprisionador, mas, uma geração que vai voltar e vai fazer história e depois vai escrevê-la.

A restauração tem sido aparentemente lenta, porém, o que parecia impossível tem acontecido. O hebraico, que deixou de ser falado, lá 4 séculos antes da era comum, no século XIX, ressuscitou. É a única língua morta que voltou a ser falada. Através de um educador, um professor: Eliézer ben Yehuda, mostrou ao mundo, que assim como uma nação pode nascer em um dia (pelas mãos do Todo Poderoso), a Lashon Kodesh (A Língua Santa) pode ressuscitar, através de um mestre. Este mestre ensinando a seus filhos e aos amiguinhos de seus filhos, é o pai do ressurgimento desta língua, que hoje é falada em Israel, e ensinada em todo mundo.

É possível voltar! É possível reescrever, é possível viver uma nova história.

Assim como os Talentos são dados, eles serão cobrados. Hoje, quero valorizar os Talentos que vemos na vida dos Educadores, que têm se esforçado e à exaustão tem lutado pelo romper de paradigmas, distantes dos nossos sonhos e maiores anseios, mas, que podem ser vencidos.

Que vocês desenvolvam os seus Talentos. Que vocês, se esforcem estendendo seus limites, para desenvolver os Talentos que lhe foram confiados. Que Talentos que vocês não possuíam, possam ser desenvolvidos e usados, porque ainda lhes serão acrescentados outros. E que percebam que os melhores talentos que receberam são crianças, adolescentes e jovens, que vivem na geração da maior explosão demográfica, (agora que chegamos a 7 bilhões de habitantes), e que possuem a mais vasta rede de comunicações de todos os tempos.

Ativem a geração de Zorobabel. Os nossos melhores dias estão diante de nós.

“os egípcios construíram pirâmides, os gregos, templos, os romanos anfiteatros, mas, os judeus construíram escolas. Eles sabiam que para defender um país era necessário um exército, mas, para defender uma civilização é necessário educação. Assim, os judeus se tornaram o povo cujos heróis eram professores, cujas fortalezas eram escolas e cuja paixão era o estudo e o desenvolvimento da mente. Como poderíamos privar nossos filhos desta herança?"  Lord Jonathan Sacks


Paulo de Tarso, apóstolo

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

A ALEGRIA DA TORAH



Neste dia de SIMCHAT TORAH (A Alegria da Torah), em que no mundo inteiro se celebra, a Maior Bênção que recebemos do Todo Poderoso que é a Sua Palavra, (nós ainda celebramos mais, porque a TORAH fez-se carne e habitou entre nós), aqui em nossa congregação BETLEHEM - Ipiranga - São Paulo, estamos lendo toda a Palavra de Deus aos ares do nosso bairro, e de nossa cidade de São Paulo, com grande convicção, que A Palavra de Deus é a resposta para as angústias, e necessidades de nossa nação.

Cremos que o Conhecimento do Eterno, encherá esta Terra, como as águas cobrem o Mar, como diz o Palavra, porém este é o tempo em que nós devemos manifestar esta Palavra ao nosso povo e ao nosso próximo.

De Sião virá a Lei e a Palavra de Deus de Jerusalém!

KI MTIZION TETSEI TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!



Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem


Benção Sacerdotal



No dia de ontem, durante a celebração de SUCOT (Festa de Tabernáculos), cerca de 70 mil judeus, juntaram-se no KOTEL (Muro Ocidental), para receberem a Bênção Sacerdotal, Palavras que Deus ordenou, que Moisés dissesse a Arão, para que os seus descendentes colocassem O Nome do Eterno sobre o povo, para que Deus, viesse e os abençoasse.
Desde 1970, tornou-se uma tradição, abençoar o povo, durante os dias de PÊSSACH e durante SUCOT. Já por 44 anos Jerusalém está novamente na mão do povo de Deus, e é a 40ª vez que os descendentes de Aharon (Arão), invocam O Nome de Deus sobre o povo judeu...


Que a bênção do Todo Poderoso, alcance tua casa, tua família e tudo o que te diga respeito!



Desde o início de meu ministério, Deus colocou na minha boca a bênção sacerdotal, que aprendi de uma família de cohanim (sacerdotes), aqui de São Paulo, os Savoia, e com toda reverência e respeito, eu abençoo, e invoco o Nome que está sobre todo O Nome sobre meus filhos, e sobre o povo de Deus, na ardente expectativa que O Eterno venha sobre estas pessoas e ponha sobre elas a Sua Bênção.

Se você quiser ouvir a bênção proferida por mim, e pelo nome do Eterno ser abençoado... click no link abaixo, feche teus olhos e estenda tuas mãos...



Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Uma vida vale mais que o mundo inteiro


Gilad Shalit, um dos meninos de Israel, que foram transformados em homens, não por terem entrado na faculdade, arranjado seu primeiro emprego, conhecido a mulher de sua vida, mas, por ter que defender com a sua vida, a vida de uma nação, ameaçada de morte por todos os lados.
Lembrei-me da Lista de Schindler, que por preservar pouco mais que mil, na morte de 6 milhões, Oscar Schindler chora, vendo que algumas coisas poderiam ser usadas para a compra de algumas vidas a mais que deixariam de ser mortas...

A lição que o mundo vê nesta troca é que para Israel, este rapaz, não obstante tantos que morreram pelo mesmo ideal, para defender mais do que Eretz Yisrael. O maior esforço é para defender o AM YISRAEL (povo de Israel). Para isso vale qualquer esforço e qualquer risco, porque a motivação pela vida deste jovem é a motivação pela qual mesmo depois de Faraó, (Balaão) Bilam, Balak, Golias, Senaqueribe, Nabucodonozor, Haman, Antíoco Epifâneo, Nero, Tito, os Cruzados, os reis Católicos, os Pogrons, Hitler, Arafat, Housein, e outros tantos malígnos que viveram, e alguns que ainda vivem, com o único objetivo: Destruir quem O Eterno Ama. Pela mesma razão, a Única Razão, de nunca terem conseguido, e de que jamais conseguirão é: OD AVINU CHAI (também o nosso Pai vive!).

1 jovem israelense é trocado por mais de 1000 presos na maioria terroristas e assassinos palestinos, que mataram muitas vidas e famílias de Israel, e mataram muitos jovens, da mesma idade e até mais meninos que o próprio Shalit. O que os leva a fazer isso? A Vida. Gilad Shalit está vivo.

Com esta motivação, os palestinos obteriam o mesmo sucesso de negociação, trocando 100 prisioneiros palestinos por Shalit. Obteriam êxito em trocar 200, ou 300... mas, passaram-se 5 anos, até que mostram que a vida de mais de mil, não possuem o valor que a vida de Gilad Shalit.
Até o último momento as negociações foram truncadas e difíceis. Vida. Uns lutam pela vida, fazem tudo pela salvação de uma vida para eles preciosa. Os outros, lutam pela morte, pelo extermínio, pela erradicação de uma nação, de uma cultura, de um povo. Porque?

"Assim diz o Senhor, que dá o sol para luz do dia, e a ordem estabelecida da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, de modo que bramem as suas ondas; o Senhor dos exércitos é o seu nome: Se esta ordem estabelecida falhar diante de mim, diz o Senhor, deixará também a linhagem de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre. Assim diz o Senhor: Se puderem ser medidos os céus lá em cima, e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também eu rejeitarei toda a linhagem de Israel, por tudo quanto eles têm feito, diz o Senhor. Eis que vêm os dias, diz o Senhor, em que esta cidade será reedificada para o Senhor, desde a torre de Hananel até a porta da esquina." Jer 31:35-38



Daqui há mil anos o povo judeu ainda será povo diante do Eterno. O Sacerdócio de Zadok, ben Pinchas, ben Eleazar, ben Aharon, estará diante do Eterno, e todas as nações da Terra verão O Amor do Eterno  a Avraham e que a promessa que Ele fez, Ele cumprirá para sempre.

Am Yisrael, você também é nosso
povo, e o teu D-us, O Único Deus que existe, é o Nosso Deus!

Sê bem vindo de volta ao lar, Gilad Shalit, que você faça valer a pena o sacrifício e o amor de todos e que o temor do Poderoso de Yacov, esteja sobre tua vida!

Paulo de Tarso, chamado para servir,
aos pés d´Aquele que vive e governa
sobre tudo e sobre todos.


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Início da Unção da cidade de São Paulo

Unção da cidade de São Paulo - 12.10.2011 from Renato Brandao on Vimeo.

Desde 07 Setembro de 2011, da capital federal, Brasília, foi decretado pelo Conselho Apostólico Brasileiro, 70 dias de arrependimento, pelos pecados da Igreja de Cristo e pelos pecados da nação. Uma direção foi liberada para que todas as cidades do Brasil fossem ungidas, e estamos neste grande desafio, com o alvo de completar esta obra até dia 15 de Novembro, data no aniversário de nossa República.
Motivamos os irmãos a documentarem estas ações, através de fotos, vídeos, ou mesmo de relatos e enviarem para o Conselho Apostólico Brasileiro, para que possamos saber que a missão que recebemos como Igreja de Cristo em nossa nação brasileira, foi cabalmente cumprida.

Que O Eterno te abençoe e te guarde!

Paulo de Tarso, apóstolo

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mensagem de Obama ao povo de Israel, pelo ROSH HASHANÁ



Uma coisa é certa! Deus cobrará os Estados Unidos por esta promessa, e os abençoará por sua fidelidade a esta palavra de seu presidente. Assim como A casa de Obama e seu governo serão poupados, por esta mudança de rumos. Parece outra pessoa, muito diferente daquela que propôs que Israel cedesse as terras que foram conquistadas na Guerra dos 6 dias.

Obama que O Eterno te abençoe e te guarde, e que tuas palavras sejam verdadeiras!


Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Boaz - Seu primeiro ano de vida!



As mães os têm em seus ventres, os pais têm de se conformar de sentí-los se mexer... às vezes. Com que orgulho as mães dizem olha está se mexendo! E os pais num ávido impulso de sentirem-se participantes, tocam a barriga grávida e... nada! (ou tão pouco!), e ainda assim se alegram...

Mas há um momento, ah que momento esperado, o momento em que aquele pequeno ser, a manifestação física do amor entre você e sua esposa... é tirado do ventre aconchegante, e então entre cuidados e procedimentos, você olha para seus olhinhos e percebe: Eu sou pai! Tu és o meu filho, eu hoje te gerei!

Claro, claro que sei que isso ocorreu a cerca de nove meses atrás quando num ato de amor, foi lançada uma semente que deu início ao plano de Deus para este ser... Mas, este ser neste momento passa a ser o meu filho!

Quando Jesus nasceu no ventre de Maria, Deus fez os anjos cantarem! Eu sempre achei que havia sido uma demonstração angelical de Adoração expontânea, ante o desprendimento de Jesus de deixar sua Glória ao lado do Pai, para manifestar-se como homem... Mas, quando nasceu meu filho, eu fiquei pensando: se eu fosse Deus, e os anjos não fizessem nada, eu mandaria que eles cantassem!

Que alegria, que vontade de romper em cânticos de gratidão e de adoração a Deus!

Ter filhos te faz entender muito melhor a Deus, quem Ele é pra nós e o que somos pra Ele. Deus manda Elias e Moisés, aparecerem para seu filho para o encorajarem, no momento em que a Redenção do homem estava para cumprir-se. Meu filho precisou ficar internado na UTI alguns dias, e eu nunca fui tão gentil com alguém como fui com aquelas enfermeiras, que estavam ali ao redor do meu nenem.... Como eu compreendo a Deus melhor hoje!

No dia em que Jesus foi batizado nas águas; no dia do encontro com Elias e Moisés mesmo, Deus fez questão de dizer: Este é O MEU FILHO AMADO! Aeh Garotão, seria a minha forma de expressar o mesmo sentimento...

Ah como sou grato MEU DEUS E MEU PAI, porque O Senhor enviou para mim e para minha família O TEU FILHO JESUS! Eu entendo um pouco o pai Abraão, e o tempo que ele deveria ficar brincando e mimando aquele Isaque, porque é a mesma coisa que eu faço... Mas, quando O Senhor evitou que O Pai da Fé, matasse seu filho, porque O Senhor decidiu matar O Seu... Isso foi demais! Preciso te dizer: Nunca vi um Pai mais amoroso e firme do que O Senhor!

Jesus depois de tudo, da Cruz, do Inferno, quando assentou-se a Tua Destra novamente, e ouvindo da tua boca: "Assenta-te ao meu lado até que eu ponha os teus inimigos prostrados debaixo dos teus pés", e "Pede-me e dar-te-ei as nações por herança e as extremidades da Terra por tua possessão", além da tua ordem aos anjos: ADOREM-NO!

Eu creio que Jesus deve ter pensado: Meu Pai é demais!

Pai, O SENHOR É DEMAIS! EU TE AMO!

Eu peço tua ajuda, pra que eu possa criar meu filho segundo o Teu Conselho, a tal ponto, que ele se torne um homem digno, e que um dia assim como O Senhor fez com Jesus, levando-o para o deserto, para "dar um pau no diabo!" O Senhor possa usar o meu filho para Glorificar O Teu Nome. É! O Senhor pegou o seu Campeão, o seu Filhão e o levou pra um ring e disse: Vai lá filhão, quebra a cara dele! E com O Poder da Tua Palavra, Jesus nocauteou Satanás com três "Está Escrito" de Direita!!!

Aleluia! Pai, O SENHOR É DEMAIS! EU TE AMO!

Eu consagrei O Boaz a ti, porque tenho certeza que não está em mim a condição de fazê-lo um homem segundo O Teu Coração, e portanto eu o entreguei para O Senhor, para que Ele seja teu, todos os dias da sua vida, para que possa Olhar para O Senhor e te chamar de ABA, e possa ser um instrumento do teu Amor em sua geração!

Vou ensinar a Ele a tua Palavra, vou (pela tua misericórdia e auxílio) ser um exemplo de alguém dependente do Senhor todos os dias da minha vida, e vou ensiná-lo sobre O Caminho da Adoração. Me ajuda a cuidar Pai deste menino que é totalmente teu!
CONSAGRADO AO ETERNO!




Hoje 16 de Setembro de 2011, estou em viagem no Chile, ministrando a Palavra de Deus em dias muito angustiosos, porque vemos claramente as dores de parto que este mundo está enfrentando e o tempo de maior juízo antes da manifestação do Reino do nosso Messias Glorioso.

Pensar no meu Boazito, e que ele já sobe sozinho o banco de nossa cozinha quando acorda para me abraçar, e que já está aprendendo a jogar basket (batendo bolinha e fazendo cestas - todas enterradas), que durante a adoração, assim como muito tempo eu fiz com a Tikva ele vem pra o meu colo e fica comigo até dormir...  Me faz sonhar e descansar... rir e chorar...

O rostinho do Boaz, seu cabelo, realmente parecem comigo, mas, o seu nome (Vem força), certamente é um reflexo do caráter firme da Karla, meu grande amor, que enfrentou justamente há um ano atrás, uma luta tão grande para poder dar à luz, uma criança tão linda e tão forte...

A Tikva (Esperança), teu o rostinho da mãe e talvez a Esperança do Pai, mas, certamente nossa família tem a bênção do Deus Vivo, e neste dia, quero dizer: Aba, obrigado pela Karla, pela Tikva e hoje especialmente pelo Boazito... Muito mais Aba, muito mais mesmo do que eu tinha pedido. Muito, muito mais do que eu esperava... Infinitamente mais do que eu merecia... Na verdade, eu não merecia... A família que o Senhor me deu, é tua, por Ti e para a Tua Glória Eternamente Amém!

O senhor tem ciúmes de mim,
Me ama como um furacão, como árvore eu sou
e me rendo sobre o peso do seu vento de misericórdia...
quando de repente as minhas aflições, somem diante de tua Glória,
então eu percebo quão lindo Tu és, como é grande o amor que sentes por mim....

Oh quão amado eu sou,
sou tão amado,
quão amado eu sou...

Toda Rabá Aba


Paulo de Tarso, pai.






quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Jaú e o Centro Geodésico do Estado de São Paulo são de Jesus Cristo


Esta placa de prata foi juntada à Chave da Cidade de Jaú, munícipio onde está o Centro Geodésico do Estado de São Paulo, e perpetua a lembrança e a Aliança que o Prefeito desta Cidade fez com Jesus Cristo, consagrando-a ao Eterno, e entregando a  Chave da Cidade para O Senhor Jesus, na pessoa do pastor Paulo de Pieri, como Sacerdote do Nosso Deus.

A Ti Senhor, a Honra, a Glória, O Louvor, mãos levantadas e joelhos dobrados.

Tuas, por Ti e para Ti, são todas as coisas! Ao Eterno, nosso Deus e nosso Pai, a Glória Eternamente!
Amém.

Paulo de Tarso.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Eretz Yisrael - Terra de Israel

Festas do Cordeiro - Discernir os tempos para saber o que temos de fazer


Iniciamos neste mês de Agosto, próximos do 7º mês, período das Grandes Celebrações que apontam para o fim do governo das trevas neste mundo e início do Reinado Milenar do Mashiach, uma nova dinâmica nas nossas reuniões nas noites das 5ªas feiras. Serão reuniões de estudo da Palavra, nos debruçaremos na Bíblia, em bons livros, nas experiências dos entendidos e na Voz do Espírito Santo. Sabemos que antes que seu Reino de Amor do Nosso Deus se estabeleça, o tempo de maior conflito de todos os tempos contra as trevas vai se iniciar e portanto mais do que nunca precisamos estar convictos de nossa posição Diante de Deus e o que a Palavra do Todo Poderoso nos garante.

Com início nesta 5ª Feira 25 de Agosto, às 20:30 - teremos a cada 15 dias encontros em que todos os profetas de nossa igreja e os ministérios ligados ao Ministério Profético (Adoração e Intercessão), estarão presentes. Estamos prontos para receber ministros de todas as igrejas que nos procurarem e quiserem aprender conosco sobre este tesouro da Revelação de Deus.

O SHOFAR JÁ ESTÁ TOCANDO!

Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sábado, 23 de julho de 2011

UMA NOVA CANÇÃO, UM NOVO SOM, UM NOVO RITMO, UMA NOVA MELODIA


Estou meditando sobre um novo SOM, um novo RITMO, um novo ESTILO MUSICAL, e o faço na dimensão, de alguém que não entende de música, vocês sabem. Por isso, o faço como um garimpeiro, que acha uma pedra bruta (que tem impressão que é valiosa), mas, que a passa para os especialistas para lhe darem valor ou para lhe descartarem.

Vejam só:

O primeiro criador de instrumentos e músico

O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta. (Gen 4:21) – Instrumentos de corda e de sopro.
Um descendente de Caim (do povo que foi exterminado no dilúvio), recebe a capacidade de fazer INSTRUMENTOS e tocar (imagino), quem deu a ele? Para quem era a música feita? Notadamente para Satanás! E tudo isso foi afogado no dilúvio?
Agora, a harpa de Jubal, foi feita baseada no que?

Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a carbúnculo, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade. Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniqüidades, na injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam. (Eze 28:13-18)
Está derrubada até o Seol a tua pompa, o som dos teus alaúdes; os bichinhos debaixo de ti se estendem e os bichos te cobrem. Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! como foste lançado por terra tu que prostravas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte; subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo levado serás ao Seol, ao mais profundo do abismo. (Isa 14:11-15)

Então cantaram Moisés e os filhos de Israel este cântico ao Senhor, dizendo: Cantarei ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. O Senhor é a minha força, e o meu cântico; ele se tem tornado a minha salvação; é ele o meu Deus, portanto o louvarei; é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei. (Exo 15:1-2)

Quando o povo sai do Egito, pela primeira vez, música é composta, cantada, tocada e dançada para Deus na Bíblia. Até então adoração era só feita com sacrifícios. Esta música será cantada no Céu, juntamente com O Cântico do Cordeiro.

E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, ó Senhor Deus Todo-Poderoso; justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos séculos. Quem não te temerá, Senhor, e não glorificará o teu nome? Pois só tu és santo; por isso todas as nações virão e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos. (Rev 15:3-4)
Eles fazem sair os seus pequeninos, como a um rebanho, e suas crianças andam saltando. Levantam a voz, ao som do tamboril e da harpa, e regozijam-se ao som da flauta. Na prosperidade passam os seus dias, e num momento descem ao Seol. (Job 21:11-13)
Nos tempos de Jó contemporâneo de Abraão e dos Patriarcas, havia gente que tocava, Tamboris, Harpas e Flautas, mas, que iam para o Seol (Sheol, Hades, Lugar de Sofrimento), mesmo lugar para onde foi a "pompa de SATANÁS, conforme Isaías 14), separados do Seio de Abraão. É natural que a cultura dos instrumentos tenha permanecido num dos sobreviventes do dilúvio, que talvez trouxera consigo algum instrumento e o soubesse tocar... Porém ainda não era pra Deus, não houve culto pra Deus com música ali, e nem depois, como mostrei, só depois de cruzar O Mar Vermelho.

Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças. (Exo 15:20)
Entendemos então, que Miriã, tocou algo que talvez fosse até comum no Egito, era como se ela tivesse tomado alguma coisa "do mundo" para adorar a Deus. Algo que já existia...

Fazemos isso hoje: Os Saxofones, Guitarras, Baterias, Baixos, Violões, etc... são instrumentos que não sabemos ao certo quem os inventou, e qual a sua finalidade. Qual era o alvo da música que seria produzida por tais instrumentos, além do que, estes instrumentos que temos hoje, vem sendo desenvolvidos a milênios em todas as culturas do mundo... Cordas, Metais, Madeira, Sopro, Percussão, etc..
NÃO OBSTANTE TUDO ISSO! DEUS PODE DAR ALGO NOVO! SANTO! DELE MESMO! PARA QUEM FOR DELE! AQUI ESTÁ O ALVO DESTE MEU ESTUDO!!!!!

E Davi, e toda a casa de Israel, tocavam perante o Senhor, com toda sorte de instrumentos de pau de faia, como também com harpas, saltérios, tamboris, pandeiros e címbalos. (2Sa 6:5)
E Davi ordenou aos chefes dos levitas que designassem alguns de seus irmãos como cantores, para tocarem com instrumentos musicais, com alaúdes, harpas e címbalos, e levantarem a voz com alegria. (1Ch 15:16)
Estavam Hemã e Jedútun encarregados das trombetas e dos címbalos para os que os haviam de tocar, e dos outros instrumentos para os cânticos de Deus; e os filhos de Jedútun estavam à porta. (1Ch 16:42)
Também dispôs os levitas na casa do Senhor com címbalos, alaúdes e harpas conforme a ordem de Davi, e de Gade, o vidente do rei, e do profeta Natã; porque esta ordem viera do Senhor, por meio de seus profetas. E os levitas estavam em pé com os instrumentos de Davi, e os sacerdotes com as trombetas. (2Ch 29:25-26)
Louvai ao Senhor! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder! Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza! Louvai-o ao som de trombeta; louvai-o com saltério e com harpa! Louvai-o com adufe e com danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flauta! Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes! Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor! (Psa 150:1-6)
E Ezequias ordenou que se oferecesse o holocausto sobre o altar; e quando começou o holocausto, começou também o canto do Senhor, ao som das trombetas e dos instrumentos de Davi, rei de Israel.
(2Ch 29:27)

Deste número vinte e quatro mil promoverão a obra da casa do Senhor; seis mil servirão como oficiais e juízes; quatro mil como porteiros;
e quatro mil para louvarem ao Senhor com os instrumentos, que eu fiz para o louvar, disse Davi.
(1Ch 23:4-5)

Aonde eu quero chegar? Vocês tem alguma dúvida, de que David, revolucionou a música em Israel? De que a partir dele tudo mudou, e ordenou-se. O homem que compôs a maioria dos salmos, era o mesmo que tocava sua KNOR (Harpa, Cítara), para Saul, e que TOCAVA BEM. David criou instrumentos, e a minha pergunta é: SERÁ que um novo Som, um novo Ritmo, uma música nova, não está ligada à instrumentos novos? E o domínio sobre estes instrumentos?

Novos materiais, tamanhos diferentes, formas diferentes... Tudo estará meio que dentro do quadro de Cordas, Sopro, Percussão... Mas, assim como no Céu há Harpas, que foram dadas por Satanás para Jubal, há coisas, que são e existem e que são dadas por Deus a David, e a vocês! Quem vai buscar e COMPRAR E RECEBER ESTA REVELAÇÃO DE DEUS?

CREIO QUE HÁ UM NOVO TIPO DE SOM A SER EXPLORADO! Assim como o Rock é a música dos roqueiros (não é só deles, mas, foram eles que fizeram); e a junção de vários instrumentos de percussão tornou-se na BATERIA, que hoje usamos... Foi desenvolvida a Bateria eletrônica que permite outras coisas que a bateria convencional não permitia talvez. Assim como havia os violões, as guitarras, deram um poder de amplificação e de distorção de sons que os violões não permitiam, e então um novo gênero musical surgiu.

Hoje usam violinos e até tambores no Rap; usam instrumentos de uma sinfônica para o Rock; usam guitarras para tocar clássicos sinfônicos. Há uma busca grande por novos sons, ou novas maneiras de se tocar. O TECHNO, notadamente o tipo de música que tipifica e caracteriza o movimento dos homossexual e suas raves, é a utilização dos computadores, e dos sons, que podem de maneira infinita, serem mixados, e reordenados, para produzir um tipo de música. De harmonia, de ritmo.

O que se tem feito de novo para Deus? O que se tem buscado além de se "santificar" o Rock, e o samba, e o funk, e tantas outras coisas, porque usamos como Miriã, os Tamboris do Egito. Podemos adorar assim? PODEMOS! Mas, há um CÂNTICO NOVO! BUSQUEM OUVÍ-LO! BUSQUEM DESEJAR TOCÁ-LO! BUSQUEM DESEJAR DAR A DEUS ALGO QUE AINDA NÃO FOI FEITO!

Sei que sabem que a nossa escala musical tem 7 notas, e depois da 7ª se repete a 1ª uma oitava acima. Seis dias trabalharás, mas, no sétimo descansarás, porque o sétimo é do Eterno.

Depois do sétimo milênio, Novos Céus e Nova Terra. Na escala musical, nas notas musicais, estão expressões da Eternidade, do Governo de Deus... Deus é O Criador do Universo... Salmodiem a Ele. Dêem a Ele a Glória devida ao Seu Nome!

Vejam a respeito da Escala que temos hoje de 7 notas (QUAL É A SUA ORIGEM), e uma escala usada anteriormente de 5 notas tônicas, que desapareceu com o Império Romano, pelo Advento do Cristianismo e da adoção do Rito Judaico (leia-se o que veio de David).

(O cinco, lembra o que é feito pela mão do homem, enquanto o sete fala do Deus Criador do Céus e da Terra, que Santificou o Sétimo dia para Ele mesmo.)
História
A partir da descoberta de artefatos musicais pré-históricos, supõe-se que a primeira escala desenvolvida tenha sido a escala de cinco sons ou pentatônica, o que é confirmado pelo estudo de sociedades antigas encontradas contemporaneamente. Observando-se, no entanto, que a palavra "pentatônica" é, na verdade, substituída no vocabulário musical, pela palavra "pentafônica", uma vez que a primeira (pentatônica), remete à idéia de cinco notas tônicas em uma mesma escala ou tonalidade sonora musical, o que não é a verdade; e a segunda (pentafônica), refere-se, mais claramente, à escala ou tonalidade formada por cinco sons ou notas diferentes. As escalas de 7 notas foram prováveis desenvolvimentos da escala pentatônica e tem-se o registro de sua utilização pelos gregos, apesar de que qualquer tentativa de resgate da sonoridade dessas escalas tratar-se-á de exercício puramente especulativo.

A música grega morre junto com o Império Romano, deixando apenas uma nota de rodapé do que seria todo o sistema musical utilizado à época. O fato é que, com o surgimento do cristianismo, houve uma adoção dos ritos judaicos, e essa é a origem do que seria a música ocidental posterior. Na Idade Média, a elaboração de um sistema de escalas (vem do italiano e significa
escada) levava em conta, não somente a nota fundamental do modo (fundamentalis), como também a chamada corda de recitação, que era a nota ao redor da qual a melodia se desenvolvia, sendo essa nota a mais utilizada na música. Essas escalas foram chamadas de modos eclesiásticos e compunham-se de quatro: protus, deuterus, tritus e tetrardus.
Louvai ao Senhor com harpa, cantai-lhe louvores com saltério de dez cordas. Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo. (Psa 33:2-3)
Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele tem feito maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a vitória. (Psa 98:1)
E cantavam um cântico novo, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo e nação; e para o nosso Deus os fizeste reino, e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.
(Rev 5:9-10)
E cantavam um cântico novo diante do trono, e diante dos quatro seres viventes e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil, aqueles que foram comprados da terra. (Rev 14:3)
E olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o Monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que traziam na fronte escrito o nome dele e o nome de seu Pai. E ouvi uma voz do céu, como a voz de muitas águas, e como a voz de um grande trovão e a voz que ouvi era como de harpistas, que tocavam as suas harpas. E cantavam um cântico novo diante do trono, e diante dos quatro seres viventes e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele
cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil, aqueles que foram comprados da terra. Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro. (Rev 14:1-4)

E vi como que um mar de vidro misturado com fogo; e os que tinham vencido a besta e a sua imagem e o número do seu nome estavam em pé junto ao mar de vidro,
e tinham harpas de Deus. E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, ó Senhor Deus Todo-Poderoso; justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos séculos. Quem não te temerá, Senhor, e não glorificará o teu nome? Pois só tu és santo; por isso todas as nações virão e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos.
(Rev 15:2-4) Vamos pra oficina, para os estúdios, pra os computadores e pra O Trono de Deus, e vamos cantar o que ainda não foi cantado, e tocar o que ainda não foi tocado!

SERÁ POSSÍVEL?
Paulo de Tarso, apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem