sexta-feira, 23 de setembro de 2016

KI TAVO - QUANDO VIERES




KI TAVO - QUANDO VIERES
Deuteronômio: 26: 1 a 29: 8 
Isaías 60: 1 a 22
Efésios 1: 3 a 6

Deuteronômio 26: 1 - "Quando vieres à terra que O Eterno, teu Deus, te dá por herança, ao possuí-la e nela habitares,..."

Me lembro com clareza, quando voltei a servir a Deus no ano de 1997, que era costume entre vários irmãos citarem referências Bíblicas no lugar de textos Bíblicos como por exemplo: "Filipenses 4:13 sobre tua vida hein! Não se esqueça!!!" E eu desacostumado com os textos bíblicos, me perguntava (é claro): "Mas, o que está escrito neste texto?" e então corria lá para ver...

Disto que era muito comum naqueles dias (não sei como surgiu esta moda e também como sumiu - Graças a Deus), mas, uma das que mais me constrangeu era que sempre ouvia alguns líderes dizerem: "Receba aí! As bênçãos de Deuteronômio 28!!!" e outros ainda: "Deuteronômio 28 sobre tua vida, hein irmão" e tão pouco eu lembrava ou compreendia o que aquelas palavras queriam dizer, mas, novamente me punha a buscar a Bíblia, na expectativa de entender o que tais irmãos queriam dizer, e com o que de fato queriam "me abençoar"... E qual não foi o meu susto em perceber que em Deuteronômio 28 havia apenas: 12 versículos para as BÊNÇÃOS e 52 versículos para as MALDIÇÕES... 40 VERSÍCULOS MAIS...

Se alguém ainda hoje declarasse sobre a minha vida: "Receba aí Deuteronômio 28" eu certamente perguntaria: "Qual parte?", na dúvida se tal pessoa estaria me desejando O Bem ou o Mal...rsss

Brincadeiras à parte, percebemos que Deus tem nos amadurecido como Igreja, nos levando a deixar os métodos de crescimento de Igreja, para buscarmos de fato a Presença de Deus e A Sua Palavra.

Este assunto que toma a maior parte desta Parashá, é um assunto que está nos primeiros versículos de Bereshit (Gênesis) e nos últimos versículos de Apocalipse:

Genesis: 3: 14 - "Então, O ETERNO Deus, disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida."

Apocalipse: 22: 3 e 4 - "Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão, contemplarão a sua face, e na sua fronte está o nome dele."

Maldições e Bençãos, muitos não querem lidar com este assunto, entendendo que na Cruz, Yeshua se fez maldito para que toda a maldição em nossas vidas fossem quebradas, e para que a Bênção de Abraão nos alcançasse. 
É exatamente isso! Porém, porque percebemos mesmo no meio do povo de Deus padrões de comportamentos, de desgraças, de calamidades, que se manifestam em várias gerações de uma mesma família?

Conhecermos a Bula de um remédio e entender que tal medicamento é exatamente o que precisamos para solucionar um determinado problema em nossa saúde, não nos ajuda somente. Saber o que está escrito e o que pode nos causar é de menor importância do que tomar o tal remédio, para que seus efeitos possam nos fazer algum bem.

Estar em Cristo, ser cheios do Espírito Santo e da Presença de Deus, tem sido algo mais teórico do que prático, e algo menos desejado do que que os problemas financeiros, emocionais, etc., sejam solucionados. 

Da Cruz do Calvário, saiu provisão para que os nossos pecados fossem perdoados; saiu provisão para que nossas enfermidades fossem curadas; saiu provisão para que as maldições fossem quebradas e para que as bênçãos de Deus nos alcançassem. Da Cruz do Calvário! Da morte do MASHIACH. Saber que Ele morreu por nós e tomar a nossa Cruz e segui-Lo são coisas distintas. Estar crucificado EM CRISTO para o velho homem, para o pecado, para a maldade e estar EM CRISTO à Destra do Pai, muito acima de principados e potestades, se dá pelo processo de conhecer o que O MASHIACH fez por nós; crer nesta PALAVRA DA FÉ que nos é pregada, e agir neste mundo segundo esta Verdade que cremos, pois a Fé sem obras é morta.

A Velha discussão se os não judeus precisam ou não guardar e cumprir as Leis de Moisés; Se os judeus crentes em Yeshua, precisam continuar cumprindo as Leis de Moisés e se os judeus religiosos que são ultra-ortodoxos podem ser salvos pelo cumprimento das Leis. Resposta: NENHUM DELES OU DE NÓS CUMPRE A LEI!

"Todos pecaram", todos pecamos. Todos precisamos de Deus. A nossa carne milita contra o nosso espírito que quer Deus, desejando o pecado, o mundo e as trevas.

Deparar-se com a Vontade de Deus no entanto, e como vamos reagir a ela é o que vai determinar se abrimos a porta de nossas vidas para As Bênçãos ou para as Maldições.

São as nossas atitudes que vão definir isso! 

Provérbios 28:2 - "Como o pássaro que foge, como a andorinha no seu vôo, assim, a maldição sem causa não se cumpre (prospera)."

A Causa da Maldição é o pecado, e vamos ser sinceros? Quem está gastando tempo lendo, estudando e escrevendo sobre a Bíblia e em especial sobre a Torah somos nós!!!

Para nós isso foi escrito! Há muitíssimas pessoas que estão atoladas no pecado, cheias de deformações em suas vidas e famílias, por gerações, e nem sequer percebem, ou sabem que estão debaixo da Rebeldia, da Desobediência, sob a influência de demônios e amaldiçoados por sua vida dissoluta sem se importar com a Vontade de Deus. Erroneamente alguns acham que pessoas ricas, famosas, não estão debaixo disso, pelo que assistem nas TV's ou veem nas revistas, mas, as Maldições atingem todas as classes sociais, todos os povos da Terra, todos os seres humanos, porque "TODOS PECARAM", e as maldições são a consequência do PECADO.

Se foi escrito para nós, precisamos ler! Precisamos compreender, precisamos pôr em prática, precisamos viver. 

Deuteronômio 28: 45 a 47 - "Todas estas maldições virão sobre ti, e te perseguirão, e te alcançarão, até que sejas destruído, porquanto não ouviste a Voz do ETERNO, teu Deus, para guardares os mandamentos e os estatutos que te ordenou. Serão, no teu meio, por sinal e por maravilha, como também entre a tua descendência, para sempre. Porquanto não serviste ao ETERNO, teu Deus, com alegria e bondade de coração, não obstante a abundância de tudo."

Para o povo de Deus a Torah foi escrita! Para o povo judeu e para nós foi escrita. Toda a Palavra de Deus é verdade e está escrito aí não para os babilônios, filisteus, amores, egípcios e tão pouco para os satanistas, para os ateus, para os pagãos, mas, para nós. Está escrito para nós, para O POVO DE DEUS, QUE: "(as Maldições), serão, UM SINAL, em nosso meio! SINAL DO QUE? De que alguém pecou! De que alguém fez o que era abominável a Deus; alguém deu as costas conscientemente ou não, já que talvez fosse fruto da desobediência de milhares de gerações... Achar maldições no meio de pessoas que não temem a Deus é normal, achar Maldições em pessoas e famílias que servem a Deus é UM SINAL de que tais pessoas precisam APROPRIAR-SE do que O MASHIACH fez e conquistou para nós em sua Morte Remidora na Cruz do Calvário.

Êxodo 20: 5 e 6 - "Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque Eu sou O ETERNO, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos."

Quando numa família de pessoas que servem a Deus, se percebe um PADRÃO (Não ocorre com uma pessoa apenas, mas, com várias pessoas em diferentes gerações da mesma família), por exemplo: Na mesma família há em várias gerações pessoas viciadas em bebidas em drogas, etc; na mesma família pessoas que morrem em graves acidentes; na mesma família pessoas morrem do mesmo tipo de enfermidade como câncer, problemas cardíacos, etc; na mesma família todos os casamentos são destruídos; na mesma família ninguém casa em santidade; na mesma família várias gerações sofrem de terríveis crises financeiras depois de tempos de prosperidade... Ganham muito e perdem tudo, constantemente... SÃO PESSOAS DE DEUS. SÃO PESSOAS QUE ENTREGARAM-SE PARA JESUS, mas, coisas que ocorriam com outros familiares que não conheciam a Jesus, continuam acontecendo com tais pessoas que agora servem ao Senhor. O que é isso? 

É UM SINAL!!!!

O que é mais fácil dizer: "Perdoados são os teus pecados, ou para um paralítico: 'Levanta toma o teu leito e anda'? É claro que é mais difícil dizer algo para uma doença física e visível do que falar de algo que é espiritual e ninguém vê acontecer... Pois Jesus disse para um aleijado, para mostrar que Ele tinha Poder para perdoar pecados: "Levanta toma o teu leito e anda!" 

Quando nós entregamos nossa vida a Yeshua e o Seu Espírito vem habitar no nosso coração, se resolve o problema do PECADO, da Rebeldia contra Deus, e então somos perdoados, O Nosso Nome é escrito no Livro da Vida, e passamos a aprender a viver para Deus através de Jesus Cristo. Este processo é todo espiritual, mas, só pode ser firmado, porque na Cruz, Jesus, sem pecado algum, se fez pecado em nosso lugar. A injustiça para com YESHUA, nos Justificou. "As coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo". O Maior Milagre! Antes afastados de Deus, hoje tão perto, EM CRISTO, NO MASHIACH!

No mesmo momento, no mesmo lugar, na mesma situação, Yeshua liberou sobre nós a sua Cura: "Por suas pisaduras (feridas), fomos sarados". Se eu preciso confessar a Jesus como Senhor da minha vida, e pedir perdão de meus pecados, com fé no Perdão de Deus através da Obra de Yeshua, para ser perdoado, eu também da mesma fonte preciso buscar cura para que possamos ser curados de nossas enfermidades.

Voltamos a pecar? Sim. Voltamos a nos enfermar? Sim. Nosso corpo voltará ao pó, mas, nós NÃO ESTAMOS MAIS, mortos em nossos delitos e pecados, fomos justificados por Cristo, estamos sendo santificados Nele e por Ele e seremos Glorificados no Nosso Redentor!

E as Maldições? 

Gálatas 3: 10 a 14 - "Todos quantos, pois, são das obras da Lei, estão debaixo de maldição; porque está escrito: MALDITO, todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da Lei, para praticá-las. E é evidente que, pela Lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé. Ora, a Lei não procede da fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá. Cristo nos resgatou da Maldição da Lei, fazendo-se Ele próprio Maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro), para que a Bênção de Abraão chegasse aos não judeus, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, O Espírito prometido."

Ninguém pôde cumprir a Lei, pela força de seu próprio braço. Todos pecaram. Yeshua cumpriu toda a Lei, e quem por Fé crê na nossa redenção através de sua Vida sem qualquer pecado, em sua morte expiatória e na sua Ressurreição, por Fé é perdoado, por Fé pode ser curado, por Fé pode ter todas as suas maldições quebradas e daí surgir um canal de Bênçãos para muitas gerações. Fé no MASHIACH!

Como viver? 

SE - Se atentamente ouvires, tendo o cuidado de guardar os meus mandamentos e os meus estatutos ENTÃO...

SE - Não me ouvires, para guardares, os meus mandamentos e os meus estatutos ENTÃO...

Podemos buscar a comunhão com Deus, a dependência do Espirito Santo num relacionamento verdadeiro e frutífero com O Pai, ou fingir numa religião qualquer, ou permanecer preso num lugar do nosso passado, num pecado que não queremos abrir mão... Nós que decidimos se queremos uma coisa ou outra... Foi assim desde o Princípio: "Vocês podem comer de todas as árvores do Jardim que tem frutos e possuem sementes. Vocês não podem comer da Árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comerdes "certamente morrerás" ou "morrendo morrerás"".

Nós optamos por fazer ou não a Vontade de Deus, e as consequências da obediência ou da desobediência, serão o fruto de nossas ações que não apenas nos afetará, mas, também aos nossos filhos, netos e até bisnetos... 

Precisamos de Deus!

O Início desta Parashá, vemos que na Terra Prometida, eles plantariam, colheriam e quando trouxessem seus dízimos e ofertas, buscariam os sacerdotes e a eles diriam: 

Deuteronômio 28: 10 e 11 - "Eis que, agora, trago as primícias dos frutos da Terra que Tu, O Eterno, me deste. Então, as porás perante O ETERNO, teu Deus, e te prostrarás perante Ele. 
Alegrar-te-ás por todo o bem que O Eterno, teu Deus, te tem dado a ti e a tua casa, e o levita, e o estrangeiro que está no meio de ti."

Esta Terra Prometida para nós é ELE! Nele podemos viver, e ainda que sejamos infiéis, Ele permanece fiel. 

I Jo. 1:9 - "Quando confessamos os nossos pecados, ELE é Fiel e é Justo, para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça."

Estar Nele, viver para Ele, depender Dele, crer e confiar Nele, se apropriar da redenção que nos foi dada por Ele...

Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele pois a Glória Eternamente. Amém!


KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

KI TETZE - QUANDO SAÍRES





KI TETZE - QUANDO SAÍRES
Deuteronômio: 21: 10 a 25: 19 
Isaías 52:13 a 53:12
João 19: 28 a 42

Deuteronômio 21: 10 - "Quando saíres à peleja contra os teus inimigos, e o ETERNO, teu Deus, os entregar nas tuas mãos, e tu deles levares cativos,..."

Já deve ter acontecido com todo mundo ao sair de viagem com a família, depois de intermináveis listas que vai de repelente a bola, de biquíni a blusa, de vouchers a carregadores de celular, no último segundo a gente mesmo hoje, ou a nossa mãe em nossas lembranças passa a dizer: Ah! E isso, e aquilo, e aquilo outro... Como se não tivessem nexo coisa com coisa, mas, que certamente comporão o necessário conjunto das coisas que nos deixarão sentir segurança, aconchego, conforto em nosso destino...

O Povo de Israel estava ouvindo as últimas orientações de Moisés sobre tudo o que deveriam lembrar e guardar do outro lado do Jordão. Os cuidados com as mulheres que fossem feitas cativas, cuidados com os bens de nossos irmãos, cuidados com os ninhos de passarinho que vierem a ser achados, cuidados com as virgens de Israel, cuidados com a higiene no campo de batalha, cuidados em não ter dois pesos e duas medidas, cuidados... 

Cuidados...

De todos as ordenanças e mandamentos, todos importantes, todos necessários para a Justiça, para que a segurança, a saúde, a paz se fizessem em Israel, quero destacar dois:

"Dt. 21:18 a 23 - "Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedece à voz de seu pai e à sua mãe e, ainda castigado, não lhes dá ouvidos, seu pai e sua mãe o pegarão, e o levarão aos anciãos da cidade, à sua porta, e lhes dirão: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz, é dissoluto e beberrão. Então, todos os homens da sua cidade o apedrejarão até que morra; assim, eliminarás o mal do meio de ti; todo O Israel ouvirá e temerá.
Se alguém houver pecado, passível da pena de morte, e tiver sido morto, e o pendurares num madeiro, o seu cadáver não permanecerá no madeiro durante a noite, mas, certamente, o enterrarás no mesmo dia; porquanto que for pendurado no madeiro é MALDITO DE DEUS; assim, não contaminarás a terra que O ETERNO, teu Deus, te dá em herança."

Duas leis que como as outras todas que aparecem nesta Parashá, aparentemente não possuem nexo algum entre uma e outra, a não ser fazer parte da grande colcha de retalhos que são os 613 mandamentos estabelecidos por Deus para o seu povo através de Moshe Rabeinu. "O filho rebelde" e "o pendurado no madeiro".

São figuras tristes e muito conhecidas as mães que enfrentam horas nas filas, passam por humilhações inimagináveis, para poderem ver seus filhos que estão cumprindo pela em alguma penitenciária fétida do Brasil... O que leva uma mulher a não abrir mão de seu filho? 
Outra figura bastante conhecida são aquelas pessoas que defendem a "pena capital" a "pena de morte", em que por crimes hediondos, crimes contra a vida, o criminoso vai ser morto para se extinguir aquele mal e a chance de outros crimes tão terríveis serem praticados... 
Mesmo os piores criminosos possuem mães que os amam, que vão sofrer por sua morte ainda que consiga considerar que seu filho realmente fez algo terrível... Se ela pudesse evitar que tal coisa ocorresse ela o faria, ainda que por meios ilegais...

Parece que o instinto materno de preservação da cria é algo mais forte do que a razão, as evidências, a culpa, a justiça... É O AMOR.

É impressionante que não se ama quem não se conhece... O Amor é inerente ao relacionamento... Quando conhecemos, gostamos ou não gostamos, mas, se nos relacionarmos a probabilidade de haver respeito, afeição, amizade, amor, é crescente, pois são justamente os vínculos de relacionamento que nos permitem amar tão profundamente alguém. Conhecemos milhares de pessoas, e é claro que vamos nos relacionar com aqueles que possuem valores comuns, que nos agradam de alguma forma, mas, é no relacionamento que as amizades, amores, se manifestam...

Um pai, não ama o filho antes de ser concebido. Mas, quando o conhece, quando o tem nos braços, quando se sente responsável, e passa a ser recompensado por afeto, dependência, obediência, o Amor é avassalador...

Todo mundo percebe uma criança mal educada, e comenta por trás dos ombros, sobre o fato de que se aquela criança fosse sua responsabilidade por 5 minutos, você a acertaria... É possível que sim! É possível que seja falta de uma boa educação, de disciplina dos pais, os desleixes dos filhos... E muitas vezes os pais falam destes problemas com os filhos, como se eles entendessem seus erros, isso os faria mudar...

Mas, pense que pai suportaria que uma outra pessoa qualquer dissesse: "Seu filho é isso, ou aquilo! Não terá futuro algum, por isso, por isso e por aquilo..." Pense! Quem?

Agora pense, qual pai ou qual mãe, (segundo a TORAH), o pai E a mãe, deveriam tomar o filho rebelde e leva-lo diante dos anciãos na porta da cidade e denunciá-lo, para que fosse apedrejado até à morte... Que pais fariam isso? Que mãe?

É certo que a delinquência dos filhos é fruto da delinquência dos pais, mas, talvez aí seria possível observar uma mãe entregando-se à morte para salvar o seu filho, do que uma mãe em concordância com um pai entregando seu filho para  a morte por apedrejamento...

Por mais que amemos nossos filhos, e ainda que não tenhamos nenhum conhecimento da Palavra de Deus, a verdade é que nós os pais é que transmitimos para os nossos filhos O Pecado, que lhes deteriora a vida, e quando não nos importamos com Deus e a Sua Palavra, deixando de criar nossos filhos NO CAMINHO, aceleramos em suas vidas a deteriorização, e como lhes empurramos para as mazelas desta vida seja de ordem pessoal, física ou mesmo em questões de justiça e cidadania.

Bons pais vão gerar filhos melhores do que eles, enquanto pais ruins gerarão filhos piores do que eles... Mas, sempre os filhos serão mais do que os pais...

Não é por sermos bons que não denunciamos os filhos rebeldes, nós não somos bons! A preservação não se dá por um sentimento bom, mas, não obstante a rebeldia, nutrimos amor mesmo por aqueles que fizeram coisas terríveis, mas, com quem desenvolvemos relacionamentos e descobrimos no meio de tantas coisas ruins, afetividade, humanidade, amor...

Pensem em Deus! Que conhece os nossos pensamentos, e que sabe que verdadeiramente somos maus... Pensem em Deus que é JUSTO, e que em nossa morte e condenação estaria exercendo A Sua Justiça... Pense! 

Pense em Deus que seria Justo a nos levar diante dos anjos e nos apontar como rebeldes e contumazes... Pensem!

Quando olhamos para a Lei que segue a esta, e que trata do  prejuízo que pode haver à Terra se alguém pelos crimes que cometeu, for condenado à morte e tal morte lhe render a pena de ser PENDURADO NUM MADEIRO... Tal pessoa é um MALDITO DE DEUS... Precisa ser tirado e enterrado no mesmo dia de sua morte, porque se não amaldiçoaria a Terra, com a sua maldição...

De quem estamos falando? De mim é claro! E de você...

Além de apedrejados até à morte, nós mereceríamos ser pendurados num madeiro, porque a maldição de Deus caiu sobre todos nós, fruto dos nossos pecados e delitos... Não você não é bom! Você talvez diz que paga seus impostos, que é um cristão devotado e sempre vai aos cultos, ou mesmo um judeu que cumpre as MITZVOT e que jejua 25 horas no Yom Kipur... TRAPOS DE IMUNDÍCIA... 

Vamos nós arrazoar com Deus? Tá bem! Apresente as tuas razões e espere para que O ETERNO apresente as Dele... Quem você acha que vai ganhar este Debate?

O que achamos de nós mesmos tão correto que fazemos, encobre uma multidão de maus pensamentos, de pecados que jogamos para debaixo do tapete e muitos dos quais nos arrependemos, porém que não conseguimos evitar... 

Convencidos do Pecado pelo Espírito Santo, apenas demos um passo rumo à redenção, pois saber que pecamos, não nos faz capazes de evitarmos a condenação do Pecado que é a Morte Eterna.

Pense em Deus... Se amamos nosso filhos que conhecemos há alguns anos; se amamos o nosso cônjuge que conhecemos há talvez décadas; se amamos um amigo que conhecemos desde criança; e todo este amor se deu pelo relacionamento. Relacionamento que nos faz conhecer não apenas as coisas boas que tais pessoas fazem e vivem, mas, também seus defeitos, suas inclinações para o mal... Porém, as experiências e o nosso convívio não nos permite deixar de amar... Imaginem O Nosso Deus e Pai, que está com Jesus pela ETERNIDADE...

Pensem no Nosso Deus dizendo: "Quem enviarei por nós?" e Jesus na Eternidade respondendo: "Eis-me aqui, Pai, envia-me a Mim."

Pensem no Pai, vendo Jesus depois de se reduzir, deixando A Sua Glória, para ser contido dentro de um óvulo de uma mulher, agora ter sido colocado num coxo, onde os animais comem, como seu primeiro beicinho.... PENSEM!

Pensem no Pai, observando seu Filho, gerado pelo seu próprio Espírito, viver durante 30 anos sem NUNCA TER PECADO UM SÓ DIA DE SUA VIDA... e ao mesmo tempo esperar todo este tempo para iniciar seu ministério...

Pensem no Pai, vendo Jesus submter-se a um homem como João, para que se cumprissem toda a Lei e as Profecias...

PENSEM NO PAI DIZENDO: "Este é O Meu Filho Amado, em quem me comprazo!"

Pensem no Pai, O Criador do Universo, sendo ouvido em cada passo que Jesus dava nesta Terra, a ponto de Jesus dizer: "Eu não faço nada nesta Terra que eu não veja primeiro O Meu Pai fazer".

Pense em no Pai, enviando a Elias e a Moisés, para dizer para O Seu Amado Filho, que chegara a hora Dele padecer por amor do Mundo... PENSE!!!!

Pense que Deus viu as chibatadas que Jesus levou; que O Pai viu todos os que O traíram e abandonaram e que quando Jesus clama na Cruz, O Pai lhe dá as costas, porque O Seu Filho, O TZADIK YESHUA, O JUSTO JESUS, estava ali, sendo entregue às autoridades, aos homens e anciãos, porque estava tomando O LUGAR dos FILHOS REBELDES E CONTUMAZES... Fez-se MALDITO, MALDITO DE DEUS... Para e foi entregue para ser zombado, acoitado, morto, amaldiçoado, e tornar-se Maldição... por AMOR...

Por Amor de nós...

QUE AMOR É ESSE?!

Como Deus nos amou tanto?
Como Yeshua se entregou tanto?
É muito mais do que o reconhecimento de que "Ele é O Cordeiro que tira o Pecado do Mundo" - YESHUA É O NOSSO TUDO!!!!

Pai, te damos graça pelo Teu Amor...

Nós somos os filhos rebeldes e contumazes; nós nos tornamos por isso malditos, mas, YESHUA HAMASHIACH (JESUS CRISTO), tomou o nosso lugar...

Isaías 53: 5b "...O Castigo que nos trás a Paz, estava sobre Ele, e pelas suas feridas, fomos sarados."

Gálatas 3:13 e 14 - "O Mashiach (Cristo) nos resgatou da maldição da Lei, fazendo-se Ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: 'Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro'), para que a bênção de Abraão chegasse aos não judeus, em YESHUA HAMASHIACH (Jesus Cristo), a fim de que recebêssemos, pela Fé, O Espírito prometido."

KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

SHOFTIM - JUÍZES



SHOFTIM - JUÍZES
Deuteronômio: 16: 18 a 21: 9 
Isaías 51:12 a 52:12
Atos 3: 22 a 23

Deuteronômio 16: 18 - "Juízes e oficiais constituirás em todas as tuas cidades que O Eterno, teu Deus, te der entre as tuas tribos, para que julguem o povo com reto juízo. 

SHOFTIM, SHARUTIM, SARIM, ZAQNIM VECOHANIM - Juízes, Oficiais, Capitães, Anciãos e Sacerdotes.

Longe de mim, a pretensão de mudar o nome de uma Parashá aceita há milhares de anos! Porém a Parashá desta semana mais do que estabelecer os Juízes - SHOFTIM, estabelece a "LONGAMANUS" - A Mão Longa, da Justiça de Deus que não só estabelece as Leis, mas, torna-se uma via de duas mãos, para que as pessoas no seu dia a dia possam buscar equilíbrio em suas relações através de juízos para suas causas quando surgirem desacertos no convívio social. Também vemos nestas funções estabelecidas por Deus a execução dos juízos, a manifestação da Justiça no meio do povo, no seu dia a dia, ou nas naturais instabilidades que surgem na vida de qualquer pessoa.

A Justiça é um Atributo do Nosso Deus e por isso manifesta-se em toda a Criação e em nós, criados à Sua Imagem e conforme a Sua Semelhança, porém infelizmente O Pecado, trouxe a nós seres humanos, características que jamais O Nosso Pai Eterno, desejou que estivessem em nós. 

O Estabelecimento dos Juízes e dos demais executores, e responsáveis pela presença da Justiça de Deus em todas as relações sociais do povo de Israel, foi estabelecida, como um mecanismo do próprio Corpo de Israel, da própria Kahal Israel, a Comunidade de Israel, propriamente dita, mas, de forma impessoal. Pessoas nas gerações ocupariam estas funções, para estabelecer A Justiça de Deus no meio do povo, mas, num exemplo ainda sobre o Corpo Humano, poderiam ser comparados aos anticorpos contra todo o mal que pode querer se manifestar trazendo enfermidades para o próprio corpo.

Sabemos hoje quem foram alguns juízes importantes, alguns sacerdotes famosos, alguns anciãos de Israel, mas, sabemos pela história, porém cada um deles cumpriu em seus dias O Propósito e a Vocação de Deus para o que foram chamados já que: "Os Céus são os Céus do Eterno, mas, esta Terra deu-a aos filhos dos homens" - (Salmo: 115:16)

A Justiça de Deus, sua Autoridade e Governo se manifestarão entre as pessoas através dos seres humanos, personagens do Seu povo a quem Ele investirá de Autoridade para que lhe executem os seus Juízos e a Sua Justiça.

Os Juízes e todos os outros sobre quem repousa a Autoridade de Deus, são homens, e por causa do Pecado são falhos e tendenciosos ao erro e por isso, ninguém pode considerar de si mesmo mais do que deve. A Justiça de Deus praticada entre os irmãos, necessariamente precisa ser fruto de um coração grato a Deus e temente ao Eterno: "TSEDEK TSEDEK TERADAF" - ("Justiça, Justiça seguirás" - Dt. 16: 20)

A impessoalidade da função dos Shoftim, Sharutim, Sarim, Zaqnim e Cohanim, é uma maneira de preservar a Justiça de Deus já que transcende a personalidade de quem exerce a função, para se perpetuar como um instituto um mecanismo de Deus para que Sua Bondade e Amor sejam manifestos entre nós através da Sua Justiça.

Extirpar a idolatria do meio do povo de Deus e todas as pessoas que praticarem esta maldade; fazer com que os juízos estabelecidos pelos sacerdotes e juízes mediante a Palavra de Deus sejam cumpridos; os cuidados para com os levitas e sacerdotes, escolhidos por Deus para servirem O Eterno, e serem zelosos pela Torah e o seu cumprimento; cuidar do juízo contra o assassino e também do refúgio para quem infelizmente sem culpa ferisse de morte a outro, livrando-o do Vingador de Sangue; advertir a todos os que iam para a Guerra sobre os riscos e os cuidados; estabelecer os capitães sobre os exércitos de Deus; todas estas coisas eram funções dos juízes e oficiais que executavam as Leis e Deus, porém há no meio desta Parashá algo que destoa destes valores tão preciosos estabelecidos por Deus:

"Quando entrares na terra que te dá O Eterno, teu Deus, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Estabelecerei sobre mim um rei, como todas as nações que se acham em redor de mim,..." (Dt. 17: 14)

O que leva o povo de Deus a querer ser como "todas as outras nações"?

Toda a autoridade procede de Deus. E Deus escolhe e estabelece reis, juízes, autoridades, sobre o seu povo e também sobre as nações da Terra. Também as nações da terra possuem os seus governantes, e toda autoridade provém de um só lugar, do Criador dos Céus e da Terra, fonte de toda Autoridade, por isso, não há autoridade que não seja constituída por Deus, mas, a autoridade delegada, será exercida no livre arbítrio de cada homem, dentre o povo de Deus e também nas nações.

Há tantas nações que servem a demônios e jamais voltaram-se ao Nosso Deus, e os seus governantes e os seus príncipes, muitos deles intitularam-se por deuses e receberam adoração como os faraós, os césares, e tantos outros na história, mas, a todos eles, O Nosso Deus os inclina para que a Sua Vontade seja feita. 

Deus estabelece reis e os faz cair! Deus usa reis e povos para trazer juízo a outras nações e reis. Porém, querer ser como as outras nações ainda nos parece algo absurdo!

Absurdo e ao mesmo tempo, difícil de se ter um paradigma de como seria se Deus governasse sobre O Seu povo. As referências bíblicas que temos narradas no Livro dos Juízes é de altos e baixos, pois o povo de uma maneira geral dava as costas para Deus e por conta disto o povo era oprimido por outras nações, até que Deus levantava um Juíz, que além de julgar o povo acabava por lhe trazer livramentos.

O Livro de Juízes termina dizendo isso: "Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada um fazia o que achava mais reto."Jz. 21:25  - ou seja, era uma bagunça! Cada um fazia o que melhor lhe parecia... E a resposta era: "Queremos um rei!"

O problema é a falta de um rei, ou a falta de temor e de obediência ao Senhor?

Quando um pai diz ao filho: Não faça isso filho, porque tal coisa, não é boa para você. Se o pai não estiver presente e o filho fizer tal coisa, a culpa é do pai ausente, ou do filho que verdadeiramente não atentou para a orientação do pai. Precisamos ser tutelados para fazermos o que é certo?

Se há radares andamos na velocidade correta, mas, se não há infringimos os limites estabelecidos? Uau, que difícil isso não é? Um exemplo que pega todo mundo!

As leis de Deus e e os executores de sua Justiça não são suficientes para que vivamos em paz uns para com os outros, sabendo que se tivermos uma situação difícil, certamente seremos acolhidos e cuidados por Deus através de suas autoridades, não nos basta?

Queremos um rei!
Queremos um presidente da república cristão!
Queremos que aquele partido caia e aquele outro ocupe o espaço! Queremos que nossos filhos ocupem cargos públicos e sejam bem democráticos; queremos que nossos filhos estudem direito e sejam bons magistrados; queremos enfim ser como as nações da Terra, e sem usar tais palavras, porque seriam duras demais... QUEREMOS NOS AFASTAR DA SOBERANIA DE DEUS!!!!

Quando nós queremos ser como as outras nações da Terra, temos que torcer muito para que "Os reis" sejam como David, um rei segundo O Coração de Deus, mas, ainda correremos o risco do rei (porque é homem), se engraçar com a nossa mulher e nos mandar para a morte...

Ou pior, podemos ter um rei como Saul...

Ou pior... Será possível? 

Um rei que vai multiplicar os seus cavalos; que vai para o Egito; que vai multiplicar as suas mulheres; que vai multiplicar as suas riquezas... De quem estamos falando?

Parece que a descrição dos riscos e das advertências aos possíveis reis que o povo desejaria sobre si, recaem todas em Salomão. Ele multiplicou seus cavalos, casou-se com a filha do Faraó; Viu pela Mão de Deus em sua vida a multiplicação sobremaneira de suas riquezas mas multiplicou também suas mulheres... e com elas os seus deuses, os seus cultos pagãos, e o fim de Salomão é terrível, porque ele que tratou o povo com chicote, foi sucedido por alguém que queria tratar do seu povo com escorpiões... Este foi o seu filho Roboão de quem Deus tirou o reino de Israel e o dividiu em dois reinos.

"Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por Ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é Ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal." (Rom. 13:1 a 4)

Paulo escreve para os cristãos em Roma, e certamente lá havia judeus entre eles, mas a maioria era de não judeus, e todos eles morando na Polis de Roma, sob o Governo do Imperador Cesar; sob a tutela do Senado e baixo o tacão do exército de Roma... para todos eles Paulo escreve que toda a autoridade provém do Nosso Deus.

Yeshua, O Rei dos reis, se submete ao julgamento de Pilatos, governador romano, e lhe diz que ele não teria autoridade que não tenha recebido de Deus. Jesus, Santo, estava ali recebendo sobre Ele as nossas iniquidades, os nossos pecados, as nossas maldições, as nossas enfermidades... Bem disse Pilatos que não via em Jesus, culpa alguma, mas a multidão decidiu crucificar Jesus, com o mesmo direito democrático que tem em eleger presidentes e reis sobre si...

Escolhemos a Barrabás, como escolheram no Brasil os últimos presidentes. O que dói é que O Povo que é chamado pelo Nome do Senhor, e que vive como viviam os cristãos em Roma, sujeitos a todo tipo de impropério e da injusta acusação de Nero que condenou os cristãos à morte, pela acusação de terem incendiado Roma... Não importa se pelas mãos de Pilatos, ou de Nero, muita injustiça seja feita contra nós povo de Deus... O SENHOR REINA!!!!

Quando o povo de Deus quer ser como as outras nações da Terra, o fim é que os desmandos e os pecados dos governantes que escolhemos, mesmo dentro do povo de Deus serão A LONGAMANUS de Deus, para nos punir, para nos julgar e para nos trazer juízo, enquanto, ainda que perseguidos, muitos mortos, afrontados, ridicularizados permanecermos em Deus e suas Palavras, seus juízos, suas autoridades, estiverem presentes em nossas vidas...

"Se permanecermos em Mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito. Nisso é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos." 
(Jo. 15: 7 e 8)

Pastores, Presbíteros, Diáconos... 
Cohanim, Zaqnim, Sharutim, quando ouvimos a Deus, quando nos deixamos instruir, quando descobrimos prazer na disciplina por causa do Amor, quando aprendemos a respeitar a nossos pais, professores, diáconos, presbíteros, pastores, pessoas mais velhas, nossos tios e avós, estas pessoas que Deus põe em nossos caminhos pra manifestar O Seu Governo em nós, estamos aprendendo obedecendo a no futuro exercer autoridade com equidade e justiça.

Quem é fiel no pouco, sobre o muito será colocado! Deseje, busque de novo, se arrependa de ter deixado O Senhorio de Cristo em tua vida. Seja humilde, seja submisso, seja justo, seja de Deus...

O último trecho desta Parashá é de uma profundidade tão grande que nos falta muitas vezes capacidade de compreensão... Cada um de nós é importante! Cada um de nós acaba sendo responsável uns pelos outros, porque na verdade é assim que O Nosso Deus manifesta (através da LONGAMANUS) - Sua Mão estendida e manifestada através de nós O Seu povo, sua misericórdia, sua justiça, seu amor, enfim, sua Paternidade sobre todos nós. 

O trecho cita a possibilidade de alguém ser achado morto, fora de uma cidade, sem que ninguém tenha visto como tal pessoa foi morta...

A orientação é que os anciãos e os sacerdotes das cidades mais próximas, pudessem verificar de qual cidade tal pessoa achada morta estava mais próxima. Esta medição era feita com a faixa que estava na cintura dos sacerdotes. Esta faixa tinha 32 côvados. Um côvado é a medida em média que vai do cotovelo ao punho. A Palavra LEV (Coração) é representada pelo número 32, que é a somatória das letras em hebraico. O que isso quer dizer: Imaginem só os sacerdotes e anciãos de duas cidades que tinham que medir as distâncias do corpo morto até as duas cidades para identificar qual cidade estava mais próxima... Quanto trabalho!

Depois de se identificar a cidade mais próxima, os anciãos desta cidade precisavam tomar uma Novilha que nunca recebeu jugo e levarão esta novilha até um vale de águas correntes que nunca tenha sito cultivado ou lavrado, e lá os anciãos (irmãos mais velhos, presbíteros, pessoas de idade avançada), vão destroncar a cabeça da Novilha... IMAGINEM A FORÇA QUE SE FAZ PARA SE DESTRONCAR UMA BOI...

Depois os Sacerdotes se achegarão como testemunhas de Deus, e verão os anciãos lavarem suas mãos sobre a Novilha destroncada, para que o sangue inocente seja remido... Tudo isso, por causa de alguém que morreu e que ninguém deu conta...

Cuidar de gente dá trabalho... Muito trabalho!
Todas as pessoas são importantes! Cada uma delas...

"Os Céus são os Céus do Eterno, mas, esta Terra, deu-a O Eterno aos filhos dos homens" - Sl. 115:16

Se submeta hoje às autoridades constituídas por Deus em sua vida, e um dia quando Deus te constituir como autoridade, cuide das pessoas, faça o trabalho de Juiz, Oficial, Sacerdote, Ancião ou Capitão, com amor, porque a Autoridade que exercemos não vem de nós... o reconhecimento de algum mérito nosso, precisa ser tributado a Deus, com a Honra e Glória devidas ao Seu Nome, por que tudo é Dele e para Ele para sempre!

Todo o trabalho feito pelos anciãos, todo o sacerdócio, não pode ser feito apenas por obrigação, mas, como a medida do cinto dos sacerdotes apontam para o coração, entendemos que o trabalho precisa ser feito: "DE CORAÇÃO!"



"KI MITZION TETZEH TORAH U'DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM"

KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

REE - VEJAM




REE - VEJAM
Deuteronômio: 11: 26 a 16: 17 
Isaías 54:11 A 55:5
I João 4: 1 a 6

Deuteronômio 11: 26 - "Vejam, Eu ponho diante de vocês hoje, bênção e maldição; 


O Primeiro lugar onde Abraão esteve na Terra Prometida guiado por Deus, é justamente agora o local onde O Eterno diz que as bênçãos e as maldições serão pronunciadas diante de toda a nação. 
Na verdade o que Deus mostra, apresenta, põe diante dos olhos de todo Israel, não são "as bênçãos e maldições" propriamente ditas, mas, é a Vontade de Deus para o seu povo.

No Éden, Deus mostrou tudo para Adão e depois de lhe mostrar a Árvore da Vida, e a Árvore do Conhecimento do bem e do mal, lhe disse que no dia que comesse desta segunda árvore, certamente "morrendo, morreria".

Encontrar-se com A Vontade de Deus para nós invariavelmente nos levará à Vida ou à Morte; à Bênção ou à Maldição. Deus trás Abraão para um local, curiosamente, O próprio Deus havia expulsado Adão e sua Companheira de um local.

Antes naquele local, havia tudo o que o homem precisava para viver eternamente e abundantemente, agora a Terra para onde Abraão é levado  é uma Terra cheia de povos. Povos pagãos, que adoram ídolos, adoram astros, consultam mortos, fazem coisas abomináveis para servir a seus deuses e a consequência disso tudo é a fome e a sequidão. Depois de 430 anos de exílio e mais 40 anos no deserto, os descendentes de Abraão, tão numerosos como as "estrelas no céu", agora estavam para entra e possuir a Terra Prometida, mas, havia tantas nações e culturas habitando lá, que Deus  precisou advertir-lhes para que não se contaminassem com os deuses daqueles povos.

Assim como Deus disse que levaria Abraão para uma Terra que O Eterno mesmo lhe mostraria, agora a nação através de Moisés ouve que haveria um lugar, que Deus iria escolher de entre todas as tribos de Israel, e ali haveria habitação para O Seu Nome. Neste lugar o povo se reuniria para adorar, para servir ao Eterno, para se alegrar Diante da Sua Presença.

Mesmo nos dias de Abraão, como agora nos dias de Josué e de toda a nação de Israel, havia uma terra, muitos povos e seus deuses, e seus cultos e suas culturas, mas, no meio daquilo tudo Deus lhes mostraria, lhes abriria os olhos, lhes daria a conhecê-lo de forma peculiar e profunda, e que certamente Lhe Adorariam de maneira diferente de todos os outros povos; sua cultura, sua maneira de se relacionar em seus casamentos, em suas famílias, a forma de educar seus filhos, de celebrar suas festas, sua música, suas danças, sua literatura, sua culinária, sua moda, sua arquitetura, seu urbanismo, tudo seria influenciado pelo Encontro com O Eterno.

VEJAM (REE), é preciso ver a Vontade de Deus, e saber diferencia-la de outras coisas. Assim como o povo quando Moisés demorou 40 dias e 40 noites, teve a tendência de fazer um Bezerro de ouro, detestável, para adorá-lo; há uma tendência humana de fazermos aquilo que vemos nos locais onde vivemos, e levar tais coisas para os nossos cultos, porque achamos que isso é o certo a se fazer.

Levamos os ritmos, a música, as danças, a maneira de se vestir, a maneira de tratar os cônjuges, os filhos, o que usamos para nos distrair ou nos divertir, a administração do nosso tempo segundo a nossa prioridade (que nunca é O SENHOR), para dentro do culto que damos a Deus hoje em dia, porque é o que vemos. Vemos Deus pela ótica dos povos e dos cultos e culturas de onde vivemos.

A Falta de uma Real experiência com Deus, a falta da Centralidade de Deus em nossas vidas, a Falta de vermos de forma coletiva, de irmos juntos (povo de Deus) a uma experiência com O Eterno, nos impede de criarmos uma Cultura centralizada no MASHIACH, mas, pelo contrário, trazemos as Festas pagãs de junho, do início e final do ano e mesclamos cultos pagãos aos deuses dos povos da Terra, e os escondemos com nomes bíblicos como Natal, Páscoa, Gospel, etc. 

Se não vemos A BÊNÇÃO, a única percepção que teremos é da MALDIÇÃO. Mas, confundiremos a Maldição com a Bênção e nos utilizaremos dos seus altares, (enganados) serviremos seus deuses, comeremos seu tipo de comida, decidiremos nós mesmos como vamos aplicar os dízimos do Nosso Deus, e muitas vezes vamos nós mesmos usufruir dos dízimos e dos votos que pertencem a SENHOR.

VEJAM: "... e que não indagues acerca dos seus deuses, dizendo: Assim como serviram estas nações aos seus deuses, do mesmo modo também farei eu. Não farás assim ao ETERNO, teu Deus, porque tudo o que é abominável ao ETERNO, e que Ele odeia fizeram eles a seus deuses, pois até seus filhos e suas filhas queimaram aos seus deuses. Tudo o que eu te ordeno observarás; nada lhes acrescentarás, nem diminuirás." - Dt. 12: 30 a 32

É tão comum ver os ritmos dos povos da Terra, as roupas e a sensualidade dos povos da Terra, os hábitos e costumes dos povos da Terra, as tradições e costumes dos povos da Terra, nos cultos ao Nosso Deus... A RAZÃO é que não vimos o que Ele quer nos mostrar, e a CONSEQUÊNCIA é a Maldição!

A jovem nação que havia nascido no deserto, sentada ao Oriente do Jordão ouvia as Palavras de Moisés, e tudo o que O Nosso Deus havia feito e dito para que eles passassem aquele Jordão para possuir a Terra que sob juramento O Eterno prometeu dar a seus pais, e Deus vai mostrando o que eles acharão do outro lado... 

Pessoas que falarão como profetas, pessoas que DEMONSTRARÃO PODER, mas, que depois levarão o povo de Deus a servir outros deuses... Deus permitirá tais pessoas agirem assim para provar o coração do seu povo! Será que Deus mudou esta fórmula? E hoje pessoas que falam de poder, e manipulam multidões, mas, depois no lugar de levar tais pessoas ao Temor do SENHOR, trazem essa massa de incautos a eles mesmos? Será que estamos vendo? Pois a Bênção e a Maldição, O Eterno está colocando diante de nós. 

Não importa quem seja, quem nos incitar a deixar O Nosso Deus, os seus Caminhos, a Sua Palavra seja a que pretexto for PRECISA SER JULGADO E EXTIRPADO DO MEIO DE ISRAEL... Não usaremos pedras em nossos dias, mas, o nosso desprezo, ou pelo contrário O NOSSO APREÇO A DEUS, porque  VIMOS! Conhecemos a Sua Palavra que para nós é mais Doce do que o Mel.

Hoje somos muito politicamente corretos, e há pessoas que pregam as maiores heresias, e levam o povo a cultuarem a Mamóm e as Riquezas; aos líderes e prestar culto aos homens; a praticar iniquidade diante do povo e somos complacentes, humanos fazendo vistas grossas para o pecado. Deus fala: "não fareis marca nenhuma sobre vós" - Lev. 19: 28 e nós vemos: Mas, na igreja tal, fulano fez tatuagens... Mas, eu coloquei apenas os nomes dos meus filhos, ou do meu time do coração; Mas o pregador famoso tal disse que as Tatuagens são no corpo e Deus age em nosso espirito e por isso pode! Não? eu fiz uma bem  pequeninha... rssss VEJAM!

Como Adorar e Servir ao Nosso Deus; como tratar as pessoas que nos servem; como tratar os pobres:

"Este, pois, é o modo da SHEMITAH: todo credor que emprestou ao seu próximo alguma coisa fará remissão (SHEMITAH) do que havia emprestado; não o exigirá do seu próximo ou do seu irmão, pois a SHEMITAH DO ETERNO, é proclamada... para que entre ti não haja pobre;" Dt. 15: 2 a 4

"Quando entre ti houver algum pobre de teus irmãos, em alguma das tuas cidades, na tua terra que O ETERNO teu Deus te dá,... Livremente, lhes darás, e não seja maligno o teu coração, quando lho deres; pois, por isso, te abençoará o ETERNO, teu Deus, em toda a tua obra e em tudo o que empreenderes. Pois nunca deixará de haver pobres na terra; por isso, eu te ordeno: livremente, abrirás a mão para o teu irmão, para o necessitado, para o pobre na tua terra." Dt. 15: 7; 10 e 11

VEJAM!

Moisés lembra aos filhos de Israel que três vezes todos os homens apareceriam diante do Eterno: PESSACH, SHAVUOT E SUCOT, nas MIKRAÍ KODESH ADONAI, nas Santas Convocações do Eterno, as MOEDIM ADONAI, as Festas, os Tempos, os Locais de Encontro com O Próprio Deus. 

Estas coisas não existiam nos costumes, na cultura, nos cultos dos povos da Terra a seus deuses, porque SÓ O ETERNO É DEUS!!!!!! Quando nos deixamos guiar pelo Nosso ABA, Ele nos guiará àquilo que jamais pensamos, imaginamos nem nos nossos pensamentos mais bonitos, jamais vimos ou ouvimos, essas são as coisas preparadas pelo Eterno aos seus filhos...

Há algo mais! Há algo mais puro, mais bonito, mais divertido, mais especial, mais precioso, mais sublime, mais cheio de amor, mais cheio de dignidade, há, eu sei que há!!!!

Arraial Gospel? Perdão, que pobreza!
Balada Gospel? Depois não diga que não avisei!
Você acha que Deus se importa com a minha tatuagem,  com o tamanho da minha saia ou com o que ouço em meu fone de ouvidos? O que tem eu ter intimidade com minha namorada, se nós nos amamos? 


VEJAM!!!

Avraham Avinu, levantou um Altar ao Deus Vivo, que o chamou em Ur dos Caldeus e o trouxe à Terra Prometida, entre os Montes Gerizim e Ebal, ali também O Eterno prometeu entregar à Sua Descendência esta Terra. 

A Nação agora estava para entrar e tomar posse da Terra da Promessa, mas, teria QUE VER, à semelhança do que fez O Pai Abraão, O Lugar aonde Deus faria habitar o Seu Nome, e para este lugar todos iriam e tudo se convergiria, assim como cada uma das Cabanas de Israel tinham suas portas voltadas para O MISHKAN, um dia O Eterno, BENDITO SEJA O SEU GLORIOSO NOME, mostraria que lugar haveria de reinar através do MASHIACH GLORIOSO DE ISRAEL, sobre todas as nações da Terra... 

Avraham Avinu viu, ali ele edificou um Altar e Invocou O Nome do Eterno; ali ele entregou seus dízimos a MELECH TZEDEK (Rei de Justo - Melquisedeque), MELECH SHALEM (Rei da Paz)... Neste lugar, um dia Yakov, deitou azeite sobre a Pedra onde dormiu, e disse: Esta é a Casa de Deus, a Porta do Céus; neste lugar David HaMelech depois de comprar o lugar mais alto de Araúna, edificou ali um altar e unificou a cidade de David, antiga cidade dos Jebuseus, com Shalem, O Monte Moriah, formando: YERUSHALAIM.

Em Yerushalaim, um dia YESHUA HAMASHIACH, governará sobre todas as nações a Terra, e nós a Noiva do Cordeiro e o povo Judeu, como um só povo, reinaremos com Ele. Tudo e todos verão O ETERNO, e todos serão iluminados. O Conhecimento do Eterno, encherá esta Terra, como as águas cobrem o mar.

"Mas, nos últimos dias, acontecerá que o Monte da Casa do Eterno será estabelecido no Alto dos montes e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão os povos. Irão muitas nações e dirão: Vinde, e subamos ao Monte do Eterno, e à  Casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos pelas suas veredas; porque de TZION virá a Lei, e A Palavra do ETERNO de YERUSHALAIM." - Mq. 4: 1 e 2


"KI MITZION TETZEH TORAH U'DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM"

KI MITZION TETZEH TORAH
U´DEVAR ADONAI MIYERUSHALAIM!
(Porque de Sião virá a Lei e a
Palavra do Eterno de Jerusalém!)


Paulo de Tarso, Apóstolo
Igreja Apostólica Betlehem